Sábado, 22 de Fevereiro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 24/06/2016 às 10h16
Marte com batatas


RODRIGO ROMERO

Por esses dias, não lembro quando, vi um mercadinho desses de interior vendendo o DVD pirata do filme 'Perdido em Marte' (2015) ao lado da promoção do quilo da batata. Bela sacada, claro, a quem assistiu ao filme protagonizado por Matt Damon. A história faz lembrar 'Gravidade' (2013), mas com toques de ironia e a pitada de sarcasmo.

Na trama dirigida por Ridley Scott, Damon é Mark Watney, astronauta que é dado como morto ao se perder numa expedição no planeta dos marcianos. Toda sua equipe, chefiada por Melissa (bela Jessica Chastain, de 'A Hora Mais Escura', 2012), pega a nave pra voltar à Terra e Watney, surpreendentemente, sobrevive. Assim, a tarefa agora é aprender cotidiano longe de casa. Trata-se, aqui, de mais uma produção de interpretação quase solitária, como temos em 'Náufrago' (2000), com Tom Hanks, por exemplo.

Damon carrega a fita nas costas durante quase 2 horas e meia. Não fraqueja. O roteiro de Drew Goddard (de 'Guerra Mundial Z', 2013) é que fraqueja quando não pode. Arrasta-se o drama do astronauta e em determinado ponto pegar no sono não será demérito. E quanto às batatas? Sim, Watney usufrui delas, pouco suprimento que sobrou, pra comer. Além de ter de produzir água, temer a morte, ter dúvidas sobre a existência, o personagem de Damon precisa lidar com outro ingrediente pavoroso: a traição a si próprio.

Tal como a Ryan Stone (Sandra Bullock em 'Gravidade'), Watney desconfia da força e da independência que possui. À medida que os dias passam, ele 'se acostuma' com seu novo dia a dia e nasce então o receio de ter de voltar pra casa. Com o elenco que conta ainda com Chiwetel Ejiofor (de '12 Anos de Escravidão', 2013), Michael Peña ('Babel', 2006) e Jeff Daniels ('Débi & Lóide', 1994), 'Perdido em Marte' é entretenimento puro, com a marca de Scott, veterano cineasta de quase 80 anos dono de clássicos como 'Thelma & Louise' (91), 'Gladiador' (2000) e 'Blade Runner: O Caçador de Androides' (1982).

O diretor gosta de tramas onde o público se sinta afeito ao seu protagonista e simultaneamente o queira mal. Com Watney é assim. Num instante desejamos que retorne logo ao lar. Noutro, que morra pra terminar com o sofrimento.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

22 FEV
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: