Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 12/08/2016 às 10h28
Grande Lewgoy


RODRIGO ROMERO

Um mês atrás, mais ou menos, falei do documentarista Cláudio Kahns e o seu trabalho em 'Mamonas para Sempre' (2009). Hoje retomo o cineasta... O tema é o ator José Lewgoy, cujo documentário 'Eu Eu Eu José Lewgoy' (2011) dá de 10 a zero no do grupo musical. Lewgoy foi um dos principais nomes da cena artística nacional e internacional. Kahns explora a trajetória profissional e pessoal do ator.

A composição colheu depoimentos de gente de alto calibre, como Sérgio Augusto, Eric Nepomuceno, o Millôr Fernandes, Antônio Pedro, a Tônia Carrero, Gilberto Braga, o Walmor Chagas, Chico Caruso, Glória Pires e Paulo César Pereio. Além disto, um encontro com Werner Herzog, diretor alemão que esteve com Lewgoy no filme 'Fitzcarraldo' (1981). E uma história melhor que a outra.

O ator, famoso pelos vilões dos filmes de Roberto Carlos, mas também por clássicos como 'Terra em Transe' (1967), de Glauber Rocha, tinha pavio curto. Desfiava palavrões a torto e a direito se se sentia 'mal usado' ou ignorado. 'Nunca tive um papel que aproveitasse todo o meu talento', disse certa vez, já veterano.

O mau humor era incondicional, assim como o amor à arte. O também diretor Guilherme de Almeida Prado conta a aventura de Lewgoy em querer fazer cena de dança com problemas graves na perna em decorrência de um acidente de carro. 'Disse que tinha feito uma cirurgia nos EUA que resolvera este problema. Tudo bem. Passada a filmagem da tal cena, vejo o J. Lewgoy mancando de novo.

Ele tinha tomado morfina pra trabalhar. Aí entendi também os lapsos de memória dele nas gravações'. O ator se definia como uma mistura do Gato de Cheshire, do livro 'Alice no País das Maravilhas', com o dum livro de Alberto Camus, o Meursault, de 'O Estrangeiro'. 'Se quiserem achar a minha personalidade, ela vai estar entre estas duas pessoas', comentou.

Em 1976, Lewgoy filmou 'O Ibrahim do Subúrbio', onde interpreta um alfaiate aspirante a celebridade na então coluna social de Ibrahim Sued. Creio que posso incluir este seu personagem, de nome Casimiro de Abreu, na lista de suas personalidades. 'O Ibrahim do Subúrbio' era o filme preferido do grande José Lewgoy.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

21 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: