Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 03/02/2020 às 19h30
Reforma de residências de baixa renda em Jacareí ‘trava’ por falta de pedreiro
A Redação / Diário de Jacareí
Divulgação/PMJ
Divulgação/PMJ
Residência no Conjunto 22 de Abril (região oeste) reformada pelo ‘Bem Morar’

Projeto de reforma de residências de baixa renda em Jacareí ‘trava’ por falta de pedreiro. A informação foi repassada por uma internauta ao Diário de Jacareí, através de sua página na rede social Facebook. 

De acordo com ela, sua neta se inscreveu no programa em junho de 2018. Cansada de esperar por informações, recorreu ao vereador Luís Flavio Dias (PT) que recebeu como resposta oficial da atual administração, em 27 de janeiro deste ano, que o projeto ‘pautado em mão de obra voluntária’, “conta apenas com um pedreiro (servidor público) que se encontra com afastamento médico por tempo indeterminado, não havendo previsão para o atendimento dos habilitados ao programa”, informou a presidente da Fundação Pró-Lar, Rosa de Fátima Rangel. 

“Fiz o pedido de informação ao governo. O programa vinha sendo ‘tocado’ por um servidor da Pró-Lar, que sofreu um acidente de carro e, possivelmente, nem deverá voltar ao serviço”, comentou o vereador que presidiu a autarquia entre os anos de 2015 e 2016.

OUTRO LADO
Em resposta ao Diário de Jacareí, a atual administração informou que o programa já reformou sete unidades nos bairros Jardim Terras da Conceição, Rio Comprido, Conjunto 22 de Abril e Jardim do Vale. “A Fundação Pró-Lar está desenvolvendo um novo modelo de atendimento das demandas do ‘Bem Morar’, que possibilita a contratação de mão de obra para pequenos reparos”, reforçou.

Ainda de acordo com o governo, há 110 pessoas cadastradas no ‘Bem Morar’, sendo que devem passar por uma triagem para averiguar se se enquadram nos critérios do programa. Entre os critérios estão: não morar em área de risco e nem de APP (Área de Preservação Ambiental), comprovar que é dono do imóvel e renda até 3 salários mínimos.

Projeto foi lançado em junho de 2017
com a promessa de ‘rápida execução’

O projeto ‘Bem Morar’ foi lançado em maio de 2017 pelo prefeito Izaias Santana (PSDB), com objetivo de realizar reformas de baixo custo e de rápida execução em moradias de famílias de baixa renda, por meio de parceiras entre a iniciativa privada e entidades sociais. O projeto chegou a ser apresentado para profissionais da área de engenharia, arquitetura e construtoras sediadas em Jacareí. 

O ‘público-alvo’ do projeto, bancado com recursos do Município, são famílias com renda de até três salários mínimos que residam em imóveis próprios e regularizados, e que possuam problemas de salubridade e segurança.

COMO FUNCIONA
O projeto funciona da seguinte forma: a Fundação Pró-Lar disponibilizará recursos da ordem de R$ 1 milhão para a sua execução. A partir disso, as empresas parceiras ficarão responsáveis pela compra dos materiais para as reformas e viabilizarão os projetos por meio de funcionários capacitados (engenheiros e arquitetos), que estarão responsáveis pelas obras. Já as entidades ajudarão a selecionar as famílias beneficiadas e recrutarão voluntários para a realização das reformas.

Em 2017, quando do lançamento do projeto, a Prefeitura Municipal anunciou que Secretaria de Assistência Social tinha quase 15 mil famílias cadastradas que se encaixariam nos requisitos do projeto. Entretanto, segundo a prefeitura, a escolha das famílias também poderia ser feita a partir de cadastro das próprias entidades parceiras na iniciativa.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

24 FEV
Publicidade
Notícias

Blogs
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: