Publicidade
Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019 | você está em »principal»Notícias»Geral
Publicado em 24/08/2019 às 11h17
Exercícios no cotidiano ajudam no tratamento da hipotonia em bebês
A Redação / Assessoria de Imprensa
Divulgação
Divulgação
Redes de academia para bebês oferecem aulas que trabalham com a psicomotricidade

A hipotonia é caracterizada pela diminuição do tônus muscular e está ligada à fraqueza dos músculos. Ainda que possa ser uma sequela causada por males como zika e meningite, ela também pode ser um sintoma de problemas no sistema nervoso ou muscular, assim como de doenças hereditárias, por exemplo. Por outro lado, algumas pessoas já nascem com a característica sem possuir doenças relacionadas. O tratamento varia de acordo com os motivos que causaram a condição e está sempre combinado com fisioterapia.

Quando o bebê nasce com a característica sem uma doença que justifique, o tratamento apropriado pode fazer com que o desenvolvimento seja normalizado até os três anos. Para potencializar o resultado, alguns estímulos podem ser feitos no cotidiano. 

“Ajudar a mexer a cabeça, o tronco e os membros e incentivar movimentos de agarrar, puxar e empurrar são ações simples que podem ser incluídas em atividades do dia a dia”, exemplifica Marcela Dada, educadora física especializada em gestantes e bebês e sócia da Baby Gym, da cidade de Santo André-SP.

Até os seis meses, a indicação é auxiliar o pequeno a ficar de bruços, levantar a cabeça e rolar o corpo. A partir dos nove meses, movimentos que promovam o movimento de sentar, engatinhar e levantar podem ser introduzidos gradualmente conforme a evolução da criança – por este motivo, a ajuda de um profissional para identificar as necessidades é essencial. Estas ações têm como objetivo aumentar o tônus muscular e força, além de melhorar a resistência física e postura.

Uma vez que quem tem hipotonia pode apresentar dificuldade na fala, é necessário incentivar o convívio social. “Quando os pequenos lidam com pessoas, sobretudo da mesma faixa etária e que não façam parte do convívio diário, observam e imitam o movimento da fala”, assinala Marcela. “Conversar constantemente coopera com esta questão e, também, favorece o desenvolvimento psicológico”, completa.

Para contribuir com os pais e responsáveis nesta tarefa, redes de academia para bebês oferecem aulas que trabalham com a psicomotricidade. Exemplo é a Baby Gym, que possui unidade recém-inaugurada em Santo André e promove o desenvolvimento entre dois meses e quatro anos de idade por meio de estímulos auditivos (por meio das músicas adequadas para cada momento da aula), visuais (proporcionados pelas cores e formatos dos brinquedos e objetos), sensitivos (contato com texturas, formatos e pesos, além de odores distintos) e motores.

Saiba quais são os principais
sintomas da hipotonia na criança

Nas crianças, os principais sintomas da hipotonia são falta de controle total ou parcial da cabeça e a sensação de sentir que o bebê pode escorregar pelas mãos quando segurado sob as axilas. Em qualquer idade, diminuição do tônus e força muscular, reflexos limitados, hiperflexibilidade, diminuição de resistência física e postura debilitada podem ser indícios.

Ao procurar orientação profissional, os exames para diagnosticar o que está ocasionando a condição são variados e podem incluir exames de sangue, ressonância magnética e tomografia. “Quanto mais cedo diagnosticado, mais rápida e eficiente será a recuperação da tonicidade e menores serão os prejuízos a longo prazo”, destaca Rafael Canedo, médico atuante na pediatria há 10 anos e sócio da Baby Gym Santo André.

SERVIÇO
Inaugurada em março de 2019, a Baby Gym de Santo André é a quarta da rede em São Paulo. A academia é especializada em aulas de psicomotricidade para crianças de dois meses a quatro anos, cujo objetivo é desenvolver ao máximo o potencial psicológico, físico e social das crianças por meio de estímulos e exercícios específicos para cada faixa etária.

A rede foi criada em 2014 em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, pelo casal de fisioterapeutas Lucas Silva e Laura Bego. Atualmente, são mais de 15 unidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

18 OUT
Publicidade
Notícias

Blogs
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: