Domingo, 27 de Setembro de 2020 | você está em »principal»Notícias»Geral
Publicado em 10/08/2020 às 19h11
Estado tem 641 cidades com ao menos uma pessoa infectada pelo coronavírus
A Redação / Governo de SP
Governo de SP
Governo de SP
Os números foram apresentados durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes

O estado de São Paulo tem 641 cidades com ao menos uma pessoa infectada pelo novo coronavírus. Os números foram apresentados pelo governador João Doria (PSDB) durante entrevista coletiva, nesta segunda-feira (10). O estado conta no total 25,1 mil óbitos e 627,1 mil casos de coronavírus. 

Entre o total de casos diagnosticados, 414.332 pessoas estão recuperadas, sendo que 76.656 foram internadas e tiveram alta hospitalar.  

As taxas de ocupação de UTIs são de 58% na Grande São Paulo e 59% no estado todo. O número de pacientes internados é de 12.739, sendo 7.275 em enfermaria e 5.464 em unidades de terapia intensiva. Hoje, dos 645 municípios, houve pelo menos uma pessoa infectada em 641 cidades, sendo 491 com um ou mais óbitos. 

FERRAMENTA
Na entrevista, João Doria anunciou o lançamento do indicador PIB+30 para monitorar as tendências da economia paulista no contexto da pandemia. Desenvolvida pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), a ferramenta agiliza o acompanhamento de estatísticas do Produto Interno Bruto do estado e rastreia tendências da atividade econômica com mais rapidez e eficiência. 

O novo indicador será apresentado na forma de índices e taxas ajustadas sazonalmente. Ele será publicado em conjunto com a estimativa oficial do PIB do mês anterior. 

Para o Secretário da Fazenda e Planejamento de São Paulo, Henrique Meirelles, o PIB+30 será decisivo para delinear a retomada econômica em todo o estado a partir de 2021. “A ideia é diminuir o período entre a base de ocorrência de crescimento ou queda do PIB e a data de publicação, diminuindo a defasagem em cerca de um mês. Isso nos permite acompanhar com maior precisão essa evolução e identificar rapidamente mudanças de atividade econômica”, esclareceu Meirelles. 

NÚMEROS
Segundo a Fundação Seade, o PIB+30 de junho na comparação com maio, na série ajustada sazonalmente, avançou 6,8%, segundo resultado positivo consecutivo para esta base de comparação. No acumulado de 12 meses, o PIB+30 em junho avançou 0,7%. Na comparação a junho de 2019, houve evolução de 1,8%. 

Em relação ao resultado trimestral, o PIB+30 registrou retração de 5,4% no segundo trimestre de 2020 na comparação com o mesmo período de 2019. Já no primeiro semestre deste ano, houve retração de 1,3% em relação aos verificado nos seis primeiros meses do ano passado. 

Perfil da mortalidade: homens são maioria

Entre as vítimas fatais da Covid-19 no estado de São Paulo estão 14.481 homens e 10.633 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 75,3% das mortes. 

Observando faixas etárias, a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (6.284), seguida pelas faixas de 60 a 69 anos (5.844) e 80 e 89 anos (5.088). Entre as demais faixas estão os: menores de 10 anos (36), 10 a 19 anos (44), 20 a 29 anos (203), 30 a 39 anos (776), 40 a 49 anos (1.698), 50 a 59 anos (3.454) e maiores de 90 anos (1.687). 

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,8% dos óbitos), diabetes mellitus (43,2%), doenças neurológicas (11%) e renal (9,4%), pneumopatia (8,2%). Outros fatores identificados são obesidade (7,1%), imunodepressão (5,7%), asma (3,1%), doenças hepáticas (2,1%) e hematológica (1,9). Esses fatores de risco foram identificados em 20.080 pessoas que faleceram por Covid-19 (80%).

 
Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

27 SET
Publicidade
Notícias

Blogs
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: