Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 29/06/2018 às 15h02
Van Gogh, com amor


RODRIGO ROMERO

O ganhador do Oscar de melhor animação deste ano deveria ir para 'Com Amor, Van Gogh' (2017), e não a 'Viva: A Vida é uma Festa'. Sou, sempre serei a favor de experimentos nos longas-metragens de desenhos.

E 'Com Amor, Van Gogh' explora, por meio das pinturas feitas pelo pintor holandês (1853-1890), a beleza de uma investigação sobre o desaparecimento deste. E o trabalho hercúleo impacta quando se sabe como foi feito.

A equipe dos diretores Dorota Kobiela e Hugh Welchman, composta por 100 pintores, rabiscou, em estúdios poloneses, cada um dos 65 mil frames (pedaços do vídeo) da fita. Fizeram isso usando as técnicas de Van Gogh! Tudo ocorreu após, claro, as filmagens com todos atores reais. Foram 6 anos de dedicação insana, diga-se.

A trama começa um ano depois da morte do artista. Armand Roulin, filho do carteiro Joseph, é o personagem central. Ele é sempre visto com seu mesmo figurino: jaqueta amarela e chapéu, tal qual VG retratou. Sim, Armand existiu realmente. E a situação semelhante acontece com os demais do elenco, de surgirem com a roupa igual, a maioria foi contemplada pelo holandês.

É como se a película ganhasse vida de fato. O resultado é tão magnífico que pouco importa se a estrutura do blocked seja banal. As conversas dos personagens rendem alguns flashbacks da trajetória do pintor, de maneira didática até.

Armand, então, decide por conta própria bancar o detetive e saber se foi VG quem cometeu suicídio com um tiro na barriga ou se foi morto e teria dito aos outros que ele mesmo disparou a arma, com o intuito de acobertar o assassino.

E temos um suspeito: seu médico Paul, um artista frustrado. A reconstituição do 'crime', montada pelos dois diretores, não oferece conclusões. Merece ser visto por você. Duração: 94 minutos. Cotação: ótimo.

 
Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

27 FEV
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: