Segunda, 20 Mai 2024

O 'X' das questões

Editorialcomportamento

O 'X' das questões

Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, em Brasília, não gostou e armou discussão pública de baixa categoria. 

- Então, Sr. Brasilino, quanto vai custar a 'parada' aí?!

- Depende; com ou sem nota-fiscal?!

Com certeza, todos que lidamos com vendas ou compras já ouvimos, pelo menos uma vez, esse diálogo aleatório infelizmente comum em certos estabelecimentos comerciais por aí, na tentativa, nem sempre aceita, de 'levar vantagem em tudo'.

Com o tempo, a prática evoluiu em outras tantas formas assemelhadas a ponto de gerar diversas atitudes, cujo objetivo é sempre o mesmo: burlar qualquer norma, grande ou pequena, determinada em lei. Dê uma rápida examinada em alguns fatos nacionais ou internacionais divulgados pela mídia esta semana, começando pela vinda a público de verdadeira 'máfia' que predomina nas concessões de algumas linhas de ônibus espalhadas pelo país. Cada vez que alguém paga passagem para essas 'linhas tortas', contribui para a manutenção e desenvolvimento do crime organizado, o que dispensa explicações.

Atente para desentendimentos públicos entre autoridades dos três poderes, divulgados pelos meios de comunicação: banalizam matérias importantes. Veja, outro exemplo: a recente tentativa de manutenção da chamada 'saidinha' de presos de presídios em datas comemorativas – Dia das Mães, Páscoa e Natal –, para 'visitar a família': a Câmara votou pela proibição, mas o presidente Lula vetou o projeto. Arthur Lira, presidente da Casa, não gostou e armou discussão pública de baixa categoria, que certamente irá atrapalhar o andamento de outros trabalhos legislativos importantes.

Enquanto isto, seres que poderiam ser vistos como 'desprezíveis' sob nosso domínio, como o hoje 'poderoso' mosquito da Dengue, praticamente reinam soberanos; Jacareí já está beirando 20 mortos vítimas da doença, e o país perto de 1200.

Indiferente, outro grupo arma discussões estéreis sobre o que fazer com as tais 'fakes news' da Internet que alienam crianças, jovens e adultos como fuga de uma realidade cada vez mais assustadora que já se impõe como 'inteligência' artificial; artificial, com certeza; quanto a inteligência é discutível. Eis o 'X' das questões.

É a nossa opinião. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 20 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection