Domingo, 25 de Outubro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 30/09/2016 às 09h57
Sobre valores


RODRIGO ROMERO

Thierry tem 51 anos e há 15 meses está desempregado. Faz cursos profissionalizantes, entrevistas por novas oportunidades (algumas humilhantes e estarrecedoras) e, quando finalmente arruma trabalho, a sua tarefa é exatamente devolver aos semelhantes igual grossura e o rigor de quando vivia 'à toa'.

O filme francês 'O Valor de um Homem' (estreou no Brasil em maio - 'estrear' é modo de dizer, porque ninguém quase o assistiu) mostra como lidar com a desesperança em tempos de crise. Estrelado com muito esmero por Vicent Lindon, ganhador do prêmio de Melhor Ator em Cannes por este longa em 2015, e dirigido por Stéphane Brizé, a história tem a delicadeza exigida a esse tipo de roteiro.

Thierry é casado, tem um filho deficiente mental. Ainda tem certo dinheiro guardado, mas a angústia de ficar sem trabalho só o atormenta. Apesar disto, ele transparece ser tranquilo. Por exemplo: faz aulas de dança com a esposa. Tenta vender a casa móvel, e quando a negociação emperra logo desiste. Deve haver valor sentimental ali. Brizé, também responsável pelo blocked, soube explorar as minitragédias de cada um de nós.

Quem tem alguém em casa desempregado sabe das agruras e destemperos, e às vezes desespero por que passa essa pessoa. E Lindon empresta à personagem ares de elegância. É um homem comum, desgastado pela vida, todavia cheio de otimismo, se assim posso descrevê-lo bem. O emprego conquistado por Thierry, segurança num supermercado, é a perfeita antítese do seu perfil. Agora é ele quem argui os 'gatunos', os interpela duramente.

Trataram-no desta forma nas conversas em busca de chances. Um chega a lhe dizer: 'Seu currículo está muito mal redigido. O senhor sabe: as suas possibilidades de ser chamado são de quase zero'. A degradação do ser humano quando se está na posição de defesa ('Eu tenho flexibilidade de horário', 'Aceito diminuir meu salário' etc) é a pitada de sal na água sem doçura de nossa existência.

Ao se ver no espelho ingrato, onde fica frente a frente com pessoas iguais a ele, Thierry, o segurança áspero e rígido, é impelido à emoção. 'O Valor de um Homem' nos faz rever a nossa própria trajetória. Vicent Lindon sou eu, você, podemos ser todos nós.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

25 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: