Segunda-feira, 19 de Outubro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 13/12/2019 às 14h51
Quarteto Parada Dura


RODRIGO ROMERO

Martin Scorsese está sempre certo. A afirmação é verdadeira até quando ele erra. Ironia a parte, fiquei mais fã do cineasta após o artigo sobre o 'não-cinema' praticado pela Marvel. Estupendo.

E agora, com o lançamento de 'O Irlandês', multiplica-se por 10 a 'macaquice de auditório'. O longa-metragem é o que de maior qualidade se produziu nos últimos tempos.

De certa forma, recupera-se com galhardia o Cinema com 'C' maiúsculo ao deleite dos aficionados por obras-primas. 'O Irlandês' já nasce como obra-prima. A história envolve gratidão, cooperação, traição e finitude.

O trio Al Pacino - Robert DeNiro - Joe Pesci está soberbo, no mínimo. Embrenha-se no roteiro, baseado no famoso livro de Charles Brandt - 'Soube que Você Pinta Casas', de 2004 -, mafiosos italianos, família Kennedy e Jimmy Hoffa, o sindicalista cujo poder só era comparado ao do presidente dos EUA e 'sumiu do mapa' em 1975, aos 62 anos (até hoje não se sabe quem o matou e onde está o corpo - sobre isso, indico o filme 'Hoffa', protagonizado por Jack Nicholson, de 1992).

Até então inédito em produções de Scorsese, o efeito de computador que envelhece e rejuvenesce rostos de atores, deixou perplexo parte da audiência, e funciona com os 3 centrais, sobretudo com Pesci.

A edição fez com que o blocked ficasse ágil. Nem notamos os mais de 200 minutos. Com o tempo passando em nossos olhos as informações transmitidas ficam leves e até engraçadas.

'O Irlandês' percorre a biografia de Frank Sheeran (DeNiro) das décadas de 1940 à de 2000, desde o começo como caminhoneiro que entregava carne, até a parceria quase visceral com Hoffa (Pacino), e a lealdade canina a Russell Bufalino (Pesci).

Há a participação especial do também setentão Harvey Keitel, como Angelo Bruno, o chefão dos chefões da quadrilha siciliana. Após a exibição, se você quiser saborear mais um pouco da fita, assista à conversa entre os 3 atores e Scorsese.

Eles repassam carreiras, falam dos bastidores (é a 1ª vez que o diretor teve Pacino sob seu comando) e dão pistas acerca da eterna cooperação da turma animada, este Quarteto Parada Dura. É imperdível e está tudo na Netflix. 'O Irlandês' - Duração: 209 minutos. Cotação: excelente.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

19 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: