Publicidade
Segunda-feira, 17 de Maio de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 08/07/2016 às 11h07
O túmulo do futebol brasileiro


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Taquaritinga é uma cidade apenas de porte médio do interior de São Paulo. A economia é de base rural, tem menos de cem mil habitantes e seu desenvolvimento é sufocado pela polarização da lindeira Ribeirão Preto. Mesmo assim, a cidade há quatro décadas ininterruptas fulgura como o grande celeiro de craques do futebol brasileiro.

De lá surgiu o saudoso Edvaldo, lesto ponta-esquerda de dribles destabocados que jogou no Atlético Mineiro e São Paulo (onde se sagrou bicampeão paulista, em 1987 e 1989), camisa onze da Seleção Brasileira, nos anos 80 e 90. No final da década de 90 e primeira metade do novo século, Taquaritinga fabricou o clássico zagueiro Edmilson, pentacampeão mundial e com currículo invejável - passou por São Paulo, Palmeiras e Barcelona. Agora em 2016, o meio-campista Luiz Araújo, alvissareira promessa do tricolor paulista, é mais um taquaritinguense a brilhar nos gramados.

O CAT (Clube Atlético Taquaritinga) ascendeu à Primeira Divisão de SP em 1982, porém não tinha estádio com capacidade suficiente para mandar jogos na elite. A população fez um mutirão. Os abastados contribuíram com dinheiro e os humildes, com a mão-de-obra. Juntos, construíram uma novíssima e gigantesca arena em prazo recorde, a tempo de a equipe participar do campeonato já no ano seguinte.

Para quem ainda não sabe, Taquaritinga significa bambuzinho branco, em bom tupi-guarani. Então, aproveito para descer o bambu. Não precisamos ir a tão distantes rincões paulistas para ver medrar as promessas - de nossa vizinha São José dos Campos são Casemiro (do constelado Real Madrid) e Ricardo Goulart  (bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro e melhor jogador em atividade no Brasil em 2013 e 2014).

Quanto a Jacareí, julgo impossível que aqui só tenha perna de pau e cabeça de bagre. Todavia, longínqua a última vez que a Terra da Letra B fabricou um Bom de Bola (provavelmente Lino, no começo dos anos 90). Se a sáfara Taquaritinga consegue, por que a ubertosa Jacareí não? A verdade é que, sem estádio, categorias de base e futebol amador, os boleiros soçobraram e nossa cidade ganhou o triste epíteto de Túmulo do Futebol Brasileiro.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

17 MAI
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: