Publicidade
Segunda-feira, 17 de Maio de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 06/04/2018 às 15h29
O Gato Mil


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Quem não aprecia muito os gatos costuma afirmar que felino não gosta do dono, mas sim da casa. Mito ou verdade? Preste atenção na história do gato Mil e tire suas próprias conclusões.

Ele foi assim batizado não por miar com algum erro ortográfico, mas por ser um bicho de estimação que vale por si e mais novecentos e noventa e nove.
Foi adotado filhote, após seu dono, o motorista Cláudio, alugar seu caminhão, sair de Jacareí e desembarcar em Santa Fé do Sul como caseiro de um idílico sítio, situado à margem da represa que abastece aquela longínqua cidade.

Passados três anos, Cláudio cansou-se da vida tranquila de homem do campo, resolveu retomar a carga pesada e voltar para Jacareí. Entretanto, a mudança programada atrasou porque o gato Mil fugiu para o mato na hora da partida, recusando-se a deixar a propriedade rural.

O dono, desconsolado, teve de regressar para sua cidade sem o animalzinho e, desde então, não teve paz de espírito. Sofreu muito e passou dois meses sem dormir direito, pois acordava de madrugada preocupado com o bichano.
Então, quando arrumou um carregamento para entregar em Araraquara, não teve dúvida - atendendo a um sexto sentido, esticou o caminho mais 350 km por sua conta e risco até Santa Fé para tentar resgatar Mil.

Chegou ao fim da tarde e pediu informação para um caboclo de chapéu de palha, acocorado ao pé duma porteira. Descreveu a pelagem do gato e o caipira respondeu tê-lo visto na outra margem da lagoa, mas que o bicho era arisco e não deixava ninguém chegar perto.

Cláudio seguiu na direção apontada, na confiança de que com ele Mil viria. Estacionou num descampado, desceu da boleia e começou a chamar com miados seu amigo saudoso.

Mil veio de dentro de um cano, todo sujo, em sua direção. Estava tão magro, só pele e osso, uma sombra irreconhecível. O homenzarrão chorou pelo sofrimento do gato rajado, que pulou com saudade no colo do amigo.

Em Jacareí, Mil adaptou-se perfeitamente ao novo lar e virou para sempre um gato dócil, apegado, feliz.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

17 MAI
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: