Publicidade
Sábado, 08 de Maio de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 19/03/2021 às 11h23
Museu de Antropologia


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Os forasteiros que visitam o município ficam justificadamente impressionados. Voltam para casa rendendo elogios a Jacareí, considerada uma senhora cidade.

Embora indiscreta seja a revelação da idade das damas, nossa querida metrópole ostenta indisfarçáveis mais de 360 anos de existência, reveladas as marcas do tempo na pujança de seus monumentos históricos.

Uma das mais importantes atrações histórico-culturais do patrimônio afonsino é o Museu de Antropologia do Vale do Paraíba (MAV), localizado em casarão notável do auge cafeeiro.

O antigo palacete, um dos mais grandiosos e luxuosos de sua Era, é mais conhecido como Solar Gomes Leitão, referência ao proprietário cafeicultor e maior comerciante de escravos do Brasil.

Era evidente o poderio econômico do alferes João da Costa Gomes Leitão. Foi, inclusive, um dos beneméritos fundadores e financiadores da Santa Casa, em meados do Século XIX.

Contudo, não foi um dos três barões de Jacareí e nem sequer agraciado com qualquer outro título de nobreza, haja vista que o Imperador era abolicionista e tinha por princípio não os outorgar a mercadores de pessoas.

A solidez das espessas paredes da construção confere uma aura eterna à mansão. A escada que leva ao andar superior é a mais bonita da localidade e as sacadas falam pelo rangido do piso de madeira.

O acervo do MAV é magnífico, com evidente destaque para os vestígios arqueológicos indígenas encontrados à margem dos cursos d'água da antiga sesmaria e as pequeninas paulistinhas (imagens sacras populares).

Reza a lenda que o antigo dono trancafiava no porão os novos escravos chegados da África e os desobedientes. Por isso, o Museu é considerado portal de sofrimento, ponto mal-assombrado.

Guardas municipais que enfrentaram a experiência de ficarem de sentinela, sozinhos no período noturno, garantem que o temor é fundado. O monumento é repleto de almas do além.

Verdade ou não, os munícipes e autoridades precisam acreditar noutro fantasma: o risco de perecimento do patrimônio histórico, notadamente em razão dos incêndios que, vez em quando, toldam o noticiário.

O MAV é bastante utilizado para atividades culturais e o período de prevenção pandêmica deixou a todos saudosos do precioso atrativo.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

08 MAI
Publicidade
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: