Publicidade
Quarta-feira, 12 de Maio de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 08/03/2019 às 14h56
Dia da Mulher Jacareiense


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Ontem (8/3), comemorou-se o Dia Internacional da Mulher, efeméride amplamente divulgada nas redes sociais. Com justa igualdade e muito mérito, diga-se de passagem.

A evolução civilizatória dinamizou o papel da mulher na família e na sociedade. Poucas décadas atrás, predestinada ao casamento e submissa ao poder marital; nos dias atuais, protagonista do progresso da Nação.

Malgrado o machismo ainda prevalente em mentalidade tacanha, o Brasil apresentou, desde os primórdios, perfil vanguardista quanto aos propósitos femininos.

Em carta endereçada ao Visconde de Santa Victória, logo após a abolição da escravatura, Princesa Isabel relatava que seu próximo projeto seria a extensão do direito de voto às brasileiras.

Como a instalação da República resultou em retrocessos cívicos e democráticos de toda a ordem, o sufrágio da mulher só veio a ser reconhecido, infelizmente, muito mais tarde, durante o Governo Vargas.

Em Jacareí, ressoa na Câmara Municipal a maviosa voz de três Vereadoras, dentre os treze parlamentares jacareienses. Formadas em curso superior e socialmente atuantes, representam um salto qualitativo.

A mulher também está bem representada nos cargos do alto escalão no Executivo local - dequinze pastas (incluídas a Chefia de Gabinete e a Procuradoria Municipal), sete são gineteadas por amazonas afonsinas.

Acima da paridade numérica, observa-se que as secretarias municipais mais relevantes e estratégicas (Saúde, Educação, Assistência Social, Finanças, Chefia de Gabinete, Procuradoria Municipal, Planejamento) foram destinadas pelo Burgomestre ao desvelo mulíebre.

Na estrutura judiciária, em que cargos são preenchidos por concurso público, a balança da justiça, em Jacareí, pende claramente para a conquista do espaço femeal: cinco Juízas de Direito (quatro titulares e uma auxiliar) e cinco Promotoras (dentre oito cargos), além de uma morigerada Tabeliã de Notas e duas impertérritas, intimoratas e mavórticas Defensoras Públicas.

Lastimavelmente, em ingratidão com a relevância feminina e seu insubstituível dom gerador, praticamente nenhum logradouro local e prédio municipal de destaque homenageia mulheres que contribuíram para o desenvolvimento humano.

Uma das poucas exceções é o nacionalmente renomado concurso de canto lírico, cuja final ocorre todo ano em nossa cidade. 

Como sempre, esta coluna evitou citar nomes. Por conseguinte, sintam-se celebradas todas as mulheres!

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

12 MAI
Publicidade
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: