Publicidade
Sábado, 06 de Março de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 24/08/2018 às 15h11
Animais nos ônibus de Jacareí


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

No transporte público Brasil afora, relatam os exigentes passageiros serem transportados como animais, notadamente nos horários de pico dos trajetos mais populosos. 

Como cidade sintonizada à 'façon de vivre' das grandes metrópoles, Jacareí resolveu também transportar seus munícipes como animais, mas no bom sentido, ou seja, os bichos foram equiparados aos passageiros.

O burgomestre melindrou vereadores, mas está juridicamente correto.  Ao particular é franqueado o que a lei não proibir. Assim, desnecessário criar lei municipal para passeios caninos ou felinos de JTU.

Doutra banda, administração pública e suas concessionárias só podem agir se houver norma expressa. Logo, também acertada a medida de regular a matéria por decreto municipal.

A ampliação da acessibilidade à biodiversidade doméstica beneficia os citadinos carentes da periferia, que dependem do transporte público para levar seu melhor e fiel companheiro às consultas veterinárias indispensáveis.

Com a providência, a 'Terra do Biscoito' ergue-se ao estágio civilizatório doutros centros mais desenvolvidos do Brasil e d'alhures. Porto Alegre já oferece o serviço desde 2015, sem intercorrências.

Mistura-se improdutivamente ao clangor dos canífobos o gáudio trepidante dos cinófilos. Na Europa e nos Estados Unidos, não há tanta celeuma. Aplica-se simplesmente a responsabilidade civil e criminal.

No metrô de Berlim, por exemplo, é corriqueiro ver cães na coleira com o dono. Se acontecer algo terrível, este é responsável. Será preso e arcará com os prejuízos causados.

As regras afonsinas foram estipuladas com respeito ao espaço dos que antipatizam com animais - ingresso permitido só a bichos de pequeno porte, silenciosos, vacinados e guardados em caixas de transporte.

A isenção da tarifa tradicionalmente concedida a faixas de consumidores vulneráveis, como deficientes e maiores de 65 anos, não abrange os bichos de estimação que ocuparem assento.

O posicionamento adotado pelo burgomestre é coerente à sua proposta de campanha eleitoral, quando prometeu ser sensível à causa dos amigos peludos. Ampliar a acessibilidade torna a urbe mais humana.

Cães e gatos possuem extintos nômades. Precisam de passeios para preservação de sua saúde física e mental. Quem trata com carinho os animais cumpre os desígnios de Deus, nos ensinou São Francisco de Assis.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

06 MAR
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: