Publicidade
Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 14/08/2019 às 16h10
Motociclistas promovem ato educativo contra o uso do cerol
A redação / Diário de Jacareí
Ilustração
Ilustração
O uso do cerol é crime previsto pelo do Código Penal Brasileiro

Ato educativo contra o uso do cerol é tema de evento com a participação de motociclistas, neste sábado (17), em Jacareí. A iniciativa marca o início de uma campanha de conscientização e tem o apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Segurança e Defesa do Cidadão. 

O percurso a ser percorrido pelos motociclistas tem início às 8h, no bairro São João (região oeste) e termina no Parque da Cidade, região central. Durante o evento serão distribuídos panfletos educativos e também será realizado um abaixo-assinado para coletar assinaturas visando mais rigor em relação ao comércio e uso do cerol.

Um dos idealizadores da campanha, o motociclista Paulo Giovanni Carneiro Oliveira, revela que um dos motivos que levaram a organizar o evento que deve reunir integrantes de vários moto-clubes do Estado, foi uma triste coincidência. “No mês passado, num mesmo dia, foram registrados três acidentes com motociclistas por causa do cerol. Dois em Jacareí e um em São José dos Campos. Chega de mortes, mutilações, ferimentos e sequelas não só em motociclistas, mas também ciclistas e transeuntes”, completa.

Ele lembra que a brincadeira de soltar pipa é saudável, o que tem de ser combatido é ‘uso criminoso’ do cerol e da linha chilena. “Há um tempo, as pipas eram somente usadas para recreação e ornamentação. Hoje são usadas em uma competição de confronto para cortar a outra. Para isso é usado o cerol caseiro e também a linha chilena que é feita de quartzo moído e alumínio. Essas linhas são mais resistentes e mais perigosas, funcionando como objetos perfurantes e cortantes”, explica Giovanni.

Para quem não sabe, o cerol é crime, previsto nos artigos 129, 132, 278 do Código Penal Brasileiro. 

Acidente com linha de cerol
vitimou motociclista em Jacareí

Na tarde do dia 25 de julho, o jovem Matheus dos Santos, 23 anos, voltava do trabalho em sua moto, mas sua viagem foi interrompida por uma linha de cerol, na estrada para São Silvestre, altura do bairro Bandeira Branca, em Jacareí. 

Matheus permaneceu nove dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e mais dois dias na internação da Santa Casa. Foram necessárias seis bolsas de sangue para repor o que foi perdido e mais de 20 pontos para fechar o corte provocado no peito e no pescoço pelo cerol.

Quase um mês do acidente, Matheus se recupera em casa. Mas ainda sofre com dores e fala com dificuldades. O drama vivido pela família é resumido na mensagem da mãe Maria da Penha: “Nenhuma família merece passar pelo que passamos. Quase perdemos um filho. Foi muito doído para nós. Que as pessoas tomem consciência de vender e usar o cerol e a linha chilena, que estão matando muita gente”, finaliza.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

23 SET
Publicidade
Notícias

Blogs
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
  • 70.8%
  • 20.9%
  • 8.3%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: