Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 23/11/2018 às 14h27
Chacrinha sem a fantasia


RODRIGO ROMERO

O filme 'Chacrinha: O Velho Guerreiro', que estreou essa semana, poderia ser melhor. Tem um roteiro fraco e alguns atores que pensam estar na novela das 6. O lado bom: não é nada chapa-branca e temos a oportunidade de ver Stephan Nercessian (um superator que sempre foi mal aproveitado na carreira) no papel que marca a sua trajetória profissional - desde o teatro, temporadas atrás, passando pela TV, no especial veiculado pela Globo.

O longa tem na direção um craque: Andrucha Waddington. Ele leva muito bem a trama, cujo início tem como protagonista, o jovem Abelardo Barbosa, o ator e humorista Eduardo Sterblitch. 'Chacrinha' começa com o seu desentendimento e posterior saída da Globo, lá em 1972, após sucessivas brigas com Boni (na fita, é Boni quem corta o sinal do programa de Chacrinha, e a história foi, digamos, resumida).

A vinda ao Rio de Janeiro por um acaso, a coragem de querer ficar e trabalhar com a comunicação, a fama no rádio, a ida à TV. Tudo está ali e Waddington às vezes facilita demais a vida do espectador, ao tentar elaborar o tatibitate propenso à ruína.

Porém, o blocked também é elogiável por não esconder ou camuflar o personagem. Abelardo era pai ausente, péssimo marido, e a insegurança lhe dominava a todo o momento. Seu temperamento explosivo, a proteção quase nazista com as chacretes e o suposto caso com a cantora Clara Nunes trazem pitadas de fofoca.

É inegável, por outro lado, que o cinema nacional cumpre o papel de espelhar aos brasileiros parte de sua história. Os passos estão ainda lentos, mas há progressos. O caldeirão de cinebiografias tupiniquins segue seu baile e em março vamos ter 'Hebe', sobre a vida da artista de Taubaté.

Sobre Chacrinha, morto em 1988, aos 70 anos, diga-se: marcou época - hoje, o politicamente correto o engoliria. O que fizemos com o Brasil? Duração: 118 minutos. Cotação: regular.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

27 JAN
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: