Segunda-feira, 06 de Abril de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 20/07/2018 às 14h34
45 anos sem Bruce Lee


RODRIGO ROMERO

O dia 20 de julho costuma ser sempre lembrado pelos fãs de artes marciais e da sétima arte também. A data faz referência à morte do ator, diretor e professor de artes marciais Bruce Lee. Em 1973, somente aos 32 anos, o cineasta deixou a legião de admiradores e chocou o planeta com o seu desaparecimento estranho e misterioso, a dizer o mínimo.

Nascido no Estado de São Francisco (EUA), no famoso bairro de Chinatown, como Lee Jun-fan, aos 3 anos foi para Hong Kong com a sua família. Conseguiu a dupla nacionalidade. Aos 18, voltou aos EUA e começou a ensinar a luta que tornou-o famoso.

Não tardaram os convites para que participasse de produções cinematográficas. Bruce Lee elevou o nível das obras e o patamar subiu outros tantos degraus no fim dos anos 1960, início dos 1970, quando ele estourou nas bilheterias com filmes como 'O Dragão Chinês' (1971), 'A Fúria do Dragão', 'O Voo do Dragão' (ambos de 1972) e 'Operação Dragão' (1973).

Antes, havia atuado em séries de TV- 'Besouro Verde' e 'Batman' - entre 1966 e 67. Quando criança, esteve nos sets e gravou alguns longas-metragens, esquecidos pela poeira do tempo. E isto segui na adolescência. Os movimentos ultrarrápidos, ágeis, inspiraram atores e atrizes de origem oriental a imitá-lo. Dois meses antes de morrer, desmaiou durante uma filmagem.

Era um edema cerebral. Aparentemente curado, analisava um roteiro a uma nova fita quando sentiu a forte dor de cabeça em 20 de julho. Foi descansar em seu quarto e de lá não mais saiu. O diagnóstico foi o choque anafilático, uma reação alérgica intensa ao remédio que havia tomado.

Uma coincidência trágica marcou o seu primeiro filho, Brandon. Também ator, morreu em 1993, aos 28 anos, devido ao disparo de revólver numa cena. Era para ser festim. Havia uma bala de verdade.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

06 ABR
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: