Publicidade
Segunda-feira, 24 de Junho de 2019 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 01/05/2019 às 14h00
Justiça embarga obra na Oca e coloca em xeque vinda da Havan para Jacareí
A Redação / Diário de Jacareí
DJ/Imagem
DJ/Imagem
Homens e máquina trabalham na demolição de prédios do antigo complexo da Oca. À esquerda da foto, parte da área onde a Havan pretende se instalar

A Justiça proibiu qualquer intervenção, ampliação ou modificação da estrutura do imóvel onde está localizada a antiga fábrica de móveis Oca, no Jardim Primavera (região leste), em Jacareí. A decisão da juíza Rosângela de Cássia Pires Monteiro, titular da Vara da Fazenda Pública, publicada na terça-feira (30), atende a uma Ação Civil do Ministério Público Estadual que pediu o tombamento do prédio. 

A magistrada abriu prazo de 15 dias para que a proprietária da área, a empresa B.C Empreendimentos e Participações Ltda, de São José dos Campos, restaure e conserve o material retirado de parte do teto que ligava os dois prédios do complexo. A decisão, no entanto, pode não surtir o efeito desejado, já que no fim da manhã desta quarta-feira, dia 1º de maio, o Diário de Jacareí esteve no local e constatou a presença de homens e uma retroescavadeira promovendo a demolição do pouco que restava da construção. A reportagem apurou que a empresa ainda não havia sido oficialmente notificada da decisão da Justiça.

HAVAN
A decisão coloca em xeque a construção no local de uma unidade da loja de departamentos Havan, anunciada no início do ano e confirmada no dia 15 de março durante visita a Jacareí do proprietário da empresa, Luciano Hang. Neste dia, Hang esteve na área ao lado do prefeito Izaias Santana (PSDB) e participou da gravação de um vídeo conduzido pelo prefeito e que foi postado na página pessoal de Izaias na rede social Facebook (ver matéria nesta página).

A área de terreno, de cerca de 55 mil metros quadrados, pertence aos atuais proprietários há cerca de 15 anos, seis dos quais como sede da Secretaria de Infraestrutura de Jacareí, entre as duas gestões do ex-prefeito Marco Aurélio de Souza e o início do governo Hamilton Mota (ambos do PT). O Município nunca se manifestou oficialmente em torno de uma possível preservação cultural e histórica do local. 

Em dezembro de 2018, cerca de 17 mil metros do terreno foram alugados para a Havan. A fração alugada fica ao lado do ponto onde antes existiam os prédios que foram totalmente demolidos neste dia 1º de maio.

O Diário de Jacareí não conseguiu contato com representantes da Havan para comentar o assunto. Em nota oficial, a Prefeitura Municipal reforça a informação de que a antiga Oca não se trata de um prédio tombado. 

“Ele é de propriedade particular e a Ação Civil para a suspensão da demolição recai sobre o proprietário”, enfatiza. 

Quanto ao pedido de tombamento, a Prefeitura de Jacareí afirma que não há registro de nenhum movimento das instituições oficiais e das organizações sociais com esse pedido. 

Ministério Público pede o tombamento do complexo

A Ação Civil Pública, assinada pela promotora de Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo, Elaine Taborda de Ávila, deu entrada na Vara da Fazenda Pública de Jacareí, na última segunda-feira (29), e tem como alvos a Prefeitura Municipal e de B.C. Empreendimentos e Participações Ltda, de São José dos Campos, proprietária do imóvel.

A ação do MP é motivada pela construção no local de uma unidade da loja de departamentos Havan. A promotora destaca que em vistoria pessoal ao imóvel, na segunda-feira (29), constatou que o complexo de prédios históricos estaria se deteriorando, havendo, inclusive, o risco de demolição para a construção da loja. 

“Este sítio representa um importantíssimo capítulo da história da cidade de Jacareí, visto que abrigou uma das mais importantes fábricas de móveis do país, sendo um marco da revolução na indústria moveleira e no desenho industrial brasileiro”, reforça Elaine Taborda no documento. 

Para sustentar a tese de que o local deveria ser preservado, a promotora cita a instauração de um inquérito civil pelo MP, no início deste ano, através do qual já ficou demonstrado interesse do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico (CONDEPHAAT) de analisar a possibilidade de eventual tombamento do bem pelo Estado de São Paulo. 

Taborda cita ainda que durante a investigação a própria Prefeitura de Jacareí juntou aos autos parecer técnico em que evidenciava a importância do prédio como “um peculiar exemplar da arquitetura moderna industrial”, reforça. 

O COMPLEXO
O complexo onde durante quase 50 anos funcionou a antiga fábrica de móveis Oca em Jacareí possuía dois galpões unidos por uma área de comunicação coberta, com cerca de 2.500 metros quadrados cada um, que fez muitas pessoas atribuírem seu projeto ao arquiteto Oscar Niemeyer. A própria Prefeitura reconheceu este fato em parecer enviado ao MP.

A promotora Elaine Taborda sustenta a necessidade de preservação do imóvel citando o trabalho do arquiteto Sérgio Rodrigues, que faleceu em setembro de 2014. “Ele fabricou peças e resgatou o espírito da mobília tradicional aliado a aspectos do Brasil indígena, adquirindo relevância mundial a partir do reconhecimento de suas obras”, reforçou. 

Dono da Havan visita Jacareí, mas loja
continua sem data para ser inaugurada

O empresário Luciano Hang visitou Jacareí no final da tarde do dia 15 de março deste ano. O dono da Havan, que retornava da cidade de Resende, no estado do Rio, esteve com o prefeito Izaias Santana (PSDB) na área. O Diário de Jacareí publicou reportagem sobre a chegada do empreendimento em sua edição de 04 janeiro deste ano.

Izaias publicou um vídeo de cerca de um minuto em sua página pessoal na rede social Facebook em que aparece ao lado do empresário no terreno onde a loja de departamentos será construída. “Pessoal, hoje é um dia de grande alegria, estamos recebendo aqui na nossa cidade o senhor Luciano, um dos maiores empresários deste país, que acredita no Brasil e acredita em Jacareí; ele está trazendo a sua loja aqui na esquina da Getúlio Vargas com a Geraldo Scavone”, disse. 

Em seguida, o dono da Havan tomou a palavra, elogiou a localização do futuro empreendimento e afirmou que a empresa construirá uma loja que irá orgulhar o povo de Jacareí”. Luciano Hang disse que as obras começarão em breve, deverão durar cerca de quatro meses, mas não pontou quando a Havan de Jacareí será inaugurada.

INVESTIMENTOS
A implantação da nova unidade deverá exigir investimentos da ordem de R$ 25 milhões e gerar cerca de 150 vagas de emprego no município, segundo informações confirmadas pela própria empresa.

O Diário de Jacareí apurou que o projeto de reforma e adequação do espaço interno e externo da loja, incluindo intervenções viárias de acesso à unidade (entre a Rodovia Geraldo Scavone e a Avenida Getúlio Vargas), está tramitando na Secretaria de Planejamento da Prefeitura Municipal.

No dia 30 de outubro de 2018, o próprio dono da Havan já havia publicado um vídeo na página da empresa no Facebook na qual confirmava a inauguração de 10 novas unidades em 2019, entre elas a loja de Jacareí. O vídeo foi produzido três dias depois da eleição em segundo turno do presidente Bolsonaro, que ganhou o apoio do empresário durante o processo eleitoral. 

GRUPO HAVAN
Atualmente, o Grupo Havan, liderado por Luciano, contempla além das lojas outros empreendimentos no Sul do Brasil, nos segmentos de geração de energia elétrica, postos de combustível, factoring, hotelaria, entre outros.

Emprega cerca de 12 mil funcionários e possui 123 megalojas nos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre, Pará, Rondônia, Tocantins, Bahia, e Pernambuco.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (3)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Lincoln   2 mêses atrás
triste para cidade ,triste para o cidadao de bem que espera emprego,,,despreparo de nossos politicos,cidade nao anda nao desenvolve...
Rafael   2 mêses atrás
Eu to falando, tem uma movimentacao estranha no judiciciario paulista para com o prefeito.Quando a PTistada cedeu aquele predio da tecelagem de frente com o shopping pro Villa Real, nao vi tamanha movimentacao. O municipio tem de contra atacar e checar o historico politico partidario dessa turma!
Adriano Noronha   2 mêses atrás
Mas uma lambança desse prefeito despreparado e sua turma em Jacareí, parabéns a minoria que elegeu esse prefeito e destruiu nossa cidade Dade
24 JUN
Publicidade
Notícias

Blogs
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
  • 70.8%
  • 20.9%
  • 8.3%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: