Domingo, 05 de Abril de 2020 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 15/03/2020 às 14h24
Casos de dengue em Jacareí crescem mais de 900% nos últimos três anos
A Redação / Diário de Jacareí
Arquivo/PMJ
Arquivo/PMJ
Agentes da Vigilância à Saúde durante visita a imóvel em Jacareí

Os casos de dengue em Jacareí saltaram de 43 para 408, um aumento de 948% nos últimos três anos, de acordo com levantamento apresentado pela Prefeitura Municipal, a pedido do Diário de Jacareí. 

Os números, que coincidem com o período de governo Izaias Santana (PSDB), levam em conta os casos confirmados de janeiro de 2017 a dezembro de 2019, e consideram as infecções autóctones (quando a doença é transmitida dentro do próprio município, e não trazida por alguém que se contaminou em outro local) e os casos importados. Nesse mesmo período, nenhuma morte por dengue foi registrada em Jacareí. 

No total do período apurado pela reportagem, foram registrados 480 casos de dengue no município, sendo 43 em 2017 (20 autóctones e 23 importados), 29 em 2018 (19 autóctones e 10 importados) e 408 casos em 2019 (331 autóctones e 76 importados e 01 caso indefinido).

Nos meses de abril e maio do ano passado, Jacareí registrou o período de maior incidência de casos da doença nos últimos três anos. Foram 99 em abril (85 autóctones e 14 importados) e 188 casos em maio, sendo 153 autóctones e 35 importados. 

Em compensação, entre os meses de setembro a novembro desse mesmo ano, Jacareí não registrou caso da doença. 

De acordo com a Secretaria de Saúde, do total de 108 notificações em dezembro de 2019, 11 casos ainda estão em investigação e 96 já foram descartados. O mês registrou apenas um caso de dengue na cidade, confirmado como indeterminado pelas autoridades de Saúde do município.  

IZAIAS X HAMILTON
O levantamento do Diário de Jacareí também considera os números do último ano de governo Hamilton Mota (PT), em 2016 e o primeiro ano de mandato de seu sucessor, Izaias Santana (PSDB), em 2017. Nesse sentido, a queda no número de casos de dengue de um ano para outro na cidade foi de 565% a favor da atual administração.

Em 2016, Jacareí teve 243 casos confirmados da doença (146 autóctones e 97 importados), contra apenas 43 em 2017 (20 autóctones e 23 importados). 

Nos primeiros dois meses de 2020 (janeiro e fevereiro), foram 15 casos confirmados de dengue em Jacareí, sendo 6 autóctones e 9 importados.

PROVIDÊNCIAS
A Diretoria de Vigilância à Saúde intensificou visitas a imóveis e obras, avaliações periódicas de densidade larvária, controle de criadouro, controle químico e infestação de vetores em território, traçando e identificando áreas prioritárias para atuação. 

Além disso, o setor tem promovido ações descentralizadas, por meio da distribuição de agentes de combate às endemias em Unidades de Saúde em bairros de Jacareí.

Mortes por dengue no País aumentam
cinco vezes em relação ao ano de 2018

Até o dia 07 de dezembro de 2019, houve 754 mortes em decorrência da dengue em todo o País, de acordo com boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, número quase cinco vezes maior que as 155 mortes registradas no mesmo período de 2018. Já em 2017, o balanço da pasta foi de 185 mortes.

No período, o ano de 2019 é o segundo com a maior notificação de casos de dengue no Brasil desde o início da série histórica, em 1975, ficando atrás somente de 2015 (1,68 milhão) e 2016 (1,5 milhão).

Entre as possíveis causas para o avanço da dengue está a volta de um sorotipo da doença que há anos não circulava no Brasil.

Outros fatores que contribuem para o retorno da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypt concentram-se no aumento das chuvas em algumas regiões e também uma menor prevenção.

SERVIÇO
Recomendações para reduzir
a proliferação do mosquito

Para reduzir a proliferação do mosquito vetor das doenças, o Ministério da Saúde aconselha a população a manter ações de prevenção, como verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Outra recomendação é lavar semanalmente, com água e sabão, recipientes como vasilhas de água do animal de estimação e vasos de plantas.

Não deixar que se formem pilhas de lixo ou entulho em locais abertos, como quintais, praças e terrenos baldios é outro ponto importante. Outro hábito que pode fazer diferença é a limpeza regular das calhas, com a devida remoção de folhas que podem se acumular durante o inverno.

AGORA É LEI
Os agentes de combate a endemias que trabalham no combate ao Aedes Aegypti podem realizar entrada forçada em imóveis públicos e particulares abandonados ou com ausência de pessoa que possa permitir o acesso ao local ou no caso de recusa de acesso.

Fonte: Ministério da Saúde. 

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

05 ABR
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Notícias

Blogs
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: