Publicidade
Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 06/11/2015 às 18h11
Aliados, mas nem tanto
A Redação / Diário de Jacareí

O prefeito de Jacareí, Hamilton Mota (PT), está para sofrer uma derrota fragorosa na Câmara com a mudança de posição de alguns vereadores aliados. Sete parlamentares, maioria simples, devem aprovar o projeto que revoga a lei que estabelece a cobrança da taxa de iluminação pública.
Segundo informações obtidas pelo Diário de Jacareí, a revogação seria aprovada com nove ou dez votos favoráveis. Além do vereador Itamar Alves (PDT), considerado da base aliada e que assinou o projeto, pelo menos outros dois parlamentares governistas estariam propensos a votar pela revogação da lei, assustados com a ‘pressão popular’.

Revogada a lei, o prefeito poderá vetar o projeto, fazendo com que ele volte a ser votado em Plenário ainda este ano. Neste caso, para a derrubada de um possível veto do prefeito, seriam necessários nove votos. Pressionados, e com medo de comprometerem seu futuro político, vereadores da base de sustentação ajudariam a derrubar a cobrança da taxa.

A questão aqui não é a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (CIP), mas o posicionamento de alguns vereadores que estão mudando de lado devido à pressão que estão sofrendo nas ruas. Essa postura revela bem a Câmara que temos, com parlamentares levados pela emoção e não pela razão. No caso específico, a impressão que se tem é que num primeiro momento alguns votaram a favor da cobrança sem saber o que estavam votando, e agora, como num piscar de olhos, resolveram mudar.

O fato é que eles estão preocupados mesmo é com a eleição do próximo ano, em obter outro mandato. Afinal, é preciso estar bem na fita!

As urnas eleitorais fazem com que certos políticos ajam de acordo com as suas prioridades pessoais. Votar a favor de projeto polêmico, nem pensar!

Então, se é para mudar de posição, fica aqui a sugestão do Diário de Jacareí: que tal rever erros morais do passado, como o aumento de seus próprios subsídios? Que tal cortar gastos com assessores, combustível e telefone, e colaborar com a economia do município num cenário de crise econômica em que nem a própria prefeitura consegue pagar os salários de médicos?

Com aliados assim, o prefeito nem precisa de adversários.

É a nossa opinião.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

21 NOV
Publicidade
Notícias

Blogs
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: