Publicidade
Quarta-feira, 03 de Março de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 03/06/2016 às 10h18
A Tocha Olímpica


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Quanto mais estudo a história do Brasil, mais percebo a mão operativa de Jacareí a girar a roda verde-amarela da história. A relevância afonsina é registrada desde a época colonial. Jean-Baptiste Debret pintou um quadro de nossa cidade no início do Século XIX, mas a insinuação maledicente de não ter de fato realizado as viagens exóticas de que se jactava ganha força ao observarmos que os edifícios Juca Pioneiro e Mansão do Vale (tudo indica que coetâneos à Missão Artística Francesa) não figuram imponentes na paisagem adusta.

Também o episódio da Proclamação da Independência tem a assinatura indelével de Jacareí. Os peraus e pegos do Rio Paraíba ameaçavam encharcar a tafularia do jovem Dom Pedro I, trajado para o quadro Independência ou Morte, de Pedro Américo. Não fosse a generosidade afonsina, que lhe cedeu os andrajos dum maltrapilho ribeirinho para a travessia, pudera um resfriado com rouquidão colher o magano e fagueiro príncipe. Mas, mais uma vez graças à diligente Jacareí, o brado forte surdiu retumbante às faldas do outeiro do Ipiranga.

Pela linha romanceada com que o misantropo Rubem Fonseca descreveu o suicídio de Vargas na obra Agosto, temos registros fidedignos de que o príncipe regente aqui gastou todo o seu latinório ao parafrasear Júlio César: "Alea Jacapau est", querendo dizer-se ungido de sorte pela Terra do Biscoito, ao atravessar o Esmaga Sapo prestes a entrar para a história e inaugurar nossa fatídica tradição política de apedeutas encarapitados no poder.

A superstição não pode ser desprezada e o Comitê Olímpico Brasileiro sabe bem disso. Portanto, não é à toa que a tocha olímpica também passará por Jacareí. A providência é "conditio sine qua non" para o sucesso da Olimpíada do Rio. O ideal é que o desfile afonsino ocorra no período noturno, assim o fogo olímpico pode somar esforços à contribuição de iluminação pública (CIP) para substituir, ao menos temporariamente, as lâmpadas queimadas que ainda persistem em nossos postes fuscos. Aliás, com a CIP arrecadada é possível comprar uma réplica da tocha por dois mil reais. Aí sim, finalmente teremos garantia constante do fim das trevas.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

03 MAR
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: