[[date:%A, %d %B %Y]]

Derrama de santinhos

Derrama de santinhos

Em algumas famílias, política partidária virou tema proibido nas macarronadas domingueiras.  

Ao final dos últimos quadriênios presidenciais, a disputa pelo cargo de mandatário máximo da Nação anda deveras acirrada. Os especialistas políticos chamam-na de polarização e o ambiente virtual virou palco de trincheiras ideológicas intituladas 'bolhas'.

Em algumas famílias, política partidária virou tema proibido nas macarronadas domingueiras, a fim de evitar cismas irreparáveis entre os que sempre viveram irmanados.

Contudo, em Jacareí, tudo foi diferente. Não por acaso, o município é cantado no hino oficial como 'Cidade Paz'. A população é ordeira, de índole incorrigivelmente democrática e de cultura política mais civilizada que outras sedes urbanas de mesmo porte.

Com isso, o clima de animosidade entre facções partidárias opostas que dominou o Brasil não contaminou a terra de Antônio Afonso. O pleito eleitoral de domingo passado transcorreu na mais elevada tranquilidade: não se viram protestos, enfrentamentos, assédios e distúrbios politiqueiros.

Até a sempiterna derrama de santinhos parece ter diminuído consideravelmente, ao menos defronte do colégio Antônio Afonso e da escola Verdinho. A nota negativa nesse item foi para os vereadores locais que se candidataram a deputado estadual.

Esperava-se que o notório amor deles pela urbe natal contagiasse o proceder deles, zelosos na manutenção da limpeza de nossas calçadas e na preservação do meio ambiente. As impurezas escoam do sistema de captação de águas pluviais até o já tão maltratado Rio Paraíba.

Queremos crer com toda a fé que esses respeitáveis homens públicos jamais ordenariam a seus correligionários a realização da derrama. Porém, quem ousa pretender ditar os destinos do Estado deveria ao menos conseguir controlar a atividade eleitoral de sua trupe.

Para tanto, o grosso do material de campanha poderia ter distribuição controlada, com vinculação de cabos eleitorais a cada ponto de votação. Em preservação de direito à presunção de inocência, eventual derrama deveria ser relatada pelo candidato à autoridade policial, com identificação do apoiador atribuído ao local.

Isso sim demonstraria organização de pessoal, capacidade de governança, exercício ético da cidadania e planejamento de ações. Mas talvez ainda seja exigir muito do nível atual dos pretendentes. Sem embargo, as amostras colhidas do chão estão guardadas a quem interessar. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 03 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection