[[date:%A, %d %B %Y]]

Obras quase impossíveis

Editorialmobilidade

Obras quase impossíveis

Agora, vai sair outro esperado acesso a São José, via bairro Limoeiro (por trás do prédio da Unip) – anunciado oficialmente esta semana. 

O prefeito de Jacareí, Izaias Santana (PSDB), vem há algum tempo dedicando-se à postura de 'executor de obras impossíveis'. Isto ficou patente com a construção da terceira ponte ligando a avenida Castello Branco, no Jardim Emília, à avenida Malek Assad, no Jardim Santa Maria, depois de 40 anos de espera dos usuários do difícil trânsito da cidade.

Agora, vai sair outro esperado acesso a São José pelo Parque Meia-Lua, via bairro Limoeiro (por trás do prédio da Unip) – anunciado oficialmente esta semana pelo secretário de Governo e Planejamento, Celso Florêncio. Desejada igualmente há muito tempo, a ligação proporcionará crescimento significativo a Jacareí, por encurtar a distância entre dois pontos importantes de ambas as cidades. E, também, irá tirar milhares de pessoas do congestionado tráfego de veículos locais da Via Dutra.

Esta ligação poderá um dia, quem sabe, ser reforçada por outra muito sonhada há anos: a ligação que poderá ser feita pela região mais afastada do mesmo Parque Meia-Lua, porém pelo bairro Pagador Andrade. Esta até 'meio-que-existe', como dizem os poucos usuários que se arriscam por ela 'clandestinamente'. Não há por ali significativo fluxo atualmente, porque ela corta um pequeno trecho de propriedade particular.

Tempos atrás, esta ligação foi muito usada para transportar estudantes da faculdade Univap de São José dos Campos ali existente, que economizavam cerca de 30 quilômetros que gastariam se fossem por vias regulares. Mas, é justo pensar que Jacareí 'explodiria' em crescimento 'do outro lado da Via Dutra' se fosse desapropriada a mencionada pequena ligação. Em reflexo, também desafogaria grandemente a antiga, espremida e desajeitada região central que hoje sacrifica os usuários.

A mudança quase aconteceu com a instalação da montadora chinesa de automóveis Caoa-Chery por ali e mais próximo da Dutra. Mas, a tal indústria reduziu muito a produção em Jacareí. Talvez à espera de novos ventos; ou a mais uma 'mãozinha' salvadora do prefeito a fazer o que ninguém quer se aventurar.

É a nossa opinião. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 02 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection