Sábado, 25 Setembro 2021

Defesa Civil de Jacareí tem aumento no registro de queimadas em 2021

CidadeTempo seco

Defesa Civil de Jacareí tem aumento no registro de queimadas em 2021

Os números foram divulgados pela Prefeitura Municipal, nesta quinta-feira (26)  

A falta de consciência de algumas pessoas ainda provoca queimadas. Foto- Divulgação/PMJ

A Defesa Civil de Jacareí já atendeu, até a primeira quinzena de agosto, 80 chamadas para o combate de queimadas. Os números foram divulgados pela Prefeitura Municipal, nesta quinta-feira (26).

O índice representa um aumento significativo em relação ao ano passado, quando foram registradas 70 ocorrências durante todos os períodos de estiagem.

Segundo Ronaldo Cezar Sandi, diretor da Defesa Civil de Jacareí, o setor tem trabalhado 'exaustivamente' para conter o avanço de queimadas em várias partes da cidade. Na noite da última quarta-feira (25), a Defesa Civil atuou no combate de uma queimada que, por pouco, não atingiu uma oficina mecânica, na região do Jardim Jacinto.

As chamas foram avistadas ao longe por moradores de prédios de outros pontos da cidade, como informou a publicitária Jéssica Gomes, que mora a mais de 8 quilômetros do local atingido.

Na semana passada, outro incêndio de grandes proporções atingiu uma área de 10 hectares na região do bairro 1º de Maio. Muitos moradores tiveram de ser removidos de suas residências por agentes da Defesa Civil, até que o fogo fosse controlado. O combate ao incêndio durou mais de cinco horas.

Risco ao meio ambiente e à saúde da população

Olhar para o céu à procura de nuvens, como sinal de chuvas, e ver apenas fumaça cobrindo o firmamento, enquanto o ar está muito seco... A ausência de chuvas é comum no período de estiagem, mas a paisagem esfumaçada, que piora a qualidade do ar, é, em muitas regiões, resultado de um problema provocado pela falta de consciência de algumas pessoas que ainda provocam as 'queimadas'.

"Infelizmente, na maioria das vezes, é um problema causado pela ação humana que, além de danos ao meio ambiente, também traz prejuízos à saúde da população", lamenta o diretor da Defesa Civil de Jacareí, Ronaldo Cezar Sandi.

A fumaça proveniente das queimadas é composta de diversos elementos tóxicos, que provocam complicações à saúde, conforme a explicação da médica da rede pública municipal de Jacareí, Rogéria Lucia Pereira.

"Esta fumaça representa uma ameaça à saúde pública, por conter diversos elementos tóxicos, como o monóxido de carbono, que quando inalado pode impedir o transporte de oxigênio para todos os tecidos do nosso corpo, causando complicações para o pulmão e para o coração, podendo levar até a óbito", alerta.

"Infelizmente, na maioria das vezes, é um problema causado pela ação humana"

Ronaldo Cezar Sandi, diretor da Defesa Civil de Jacareí

 SERVIÇO
A população pode ajudar no combate às
queimadas. Defesa Civil dá algumas dicas

– Não jogue cigarros ou fósforos acesos às margens de estradas, rodovias e terrenos;

– Não faça queimadas, pois oferecem risco à saúde e à vida das pessoas, podem danificar a rede elétrica, entre outros prejuízos;

– Não solte balões. Fabricar, vender ou soltar esse tipo de objeto, além de ser crime ambiental, oferece perigo à vida das pessoas e muitos danos à natureza;

– Não solte rojões ou fogos de artifício próximos a áreas de mata;

– Denuncie: ligue 190, no caso de identificar atos suspeitos. Em caso de focos de incêndio ou até mesmo fumaça suspeita, acione o Corpo de Bombeiros pelo 193 ou a Defesa Civil, 199.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 25 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection