[[date:%A, %d %B %Y]]

Jacareí promove lançamento do filme ‘Capital dos Biscoutos’

CidadeHistória

Jacareí promove lançamento do filme ‘Capital dos Biscoutos’

Com narrativa puramente conduzida pela memória afetiva, exibição acontece na quinta-feira (28), na Sala Mário Lago.  

Na foto, o senhor Armando, ex-funcionário da Fábrica dos Biscoutos Jacaehy. Foto- Beatriz Ataídio/Projeto Capital dos Biscoutos

Nesta quinta-feira (28), acontece o lançamento oficial do documentário 'Capital dos Bicoutos', com exibição na Sala Mário Lago, às 19h. A entrada é gratuita, não haverá distribuição de ingressos. A recomendação é que o público chegue 15 minutos antes do início do filme para garantir o lugar.

A espera para ver a história dos biscoitos mais famosos de Jacareí não foi aguardada ansiosamente apenas pelos moradores. Gláucia Faria, idealizadora do projeto, sonhou com o documentário por sete anos. "Depois de sete anos, projetos de idas e vindas, é uma alegria muito grande e um alívio também, poder ainda ter fragmentos dessa história compilada em um filme. Muito feliz, feliz com os resultados e com o feedback de quem já assistiu", disse, complementando ainda que está na expectativa das opiniões de quem ainda vai prestigiar o filme.

O co-diretor e roteirista Dannyel Leite também expressou o sentimento em ver o projeto concluído. "Ver o filme pronto na tela grande é uma alegria e um alívio também. Tantas coisas a gente passou no processo com os personagens, a pandemia e depois de tanto tempo que estávamos querendo realizar esse projeto. Estou muito feliz", contou.

Todo o conteúdo da pesquisa e o próprio documentário estarão disponibilizados no site www.capitaldosbiscoutos.com.br. Este projeto foi beneficiado pela Lei Municipal 3.648/1995 (Lei de Incentivo à Cultura)", com apoios da Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Jacarehy, com o incentivo do Cartório do Oficial de Registro de Imóveis e Anexos de Jacareí.

MEMÓRIA
Há muito tempo Jacareí foi conhecida - até mesmo internacionalmente - pelos Biscoutos Jacarehy. As sensações que esse quitute causou por onde passou e as memórias que ficaram em quem viveu a época, estão documentadas no filme.

A história se inicia em 1899, quando o casal Amâncio e Leonor Dias fundam a 'Fábrica Nossa Senhora da Conceição de Jacarehy'. Neta de ingleses, Leonor usava receitas antigas de família para produzir os biscoutos, que eram feitos de forma artesanal.

A fama saiu de Jacareí, passou por Mogi das Cruzes e quando chegou à São Paulo caiu nas graças de muitos artistas: Jair Rodrigues, Vanusa, Daniel, a dupla Tonico e Tinoco. Artistas como Mazzaropi, Hebe e Sílvio Santos faziam propaganda nos programas de TV.

O neto de Indalécio Villar, que foi o último proprietário da fábrica, contou que existiam ao todo 17 tipos de biscoitos para venda. "Tinha massa que demorava uma semana para fazer. Tinham três tipos de biscoitos que a massa era muito próxima: uma saia mais úmida, uma menos seca e outra mais seca. Essas eram a Flor Jacareí, a Rosquinha Doce e a Dobradinha Doce", conta. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 04 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection