[[date:%A, %d %B %Y]]

Documentário sobre rebelião na cadeia de Jacareí estreia em fevereiro

Documentário sobre rebelião na cadeia de Jacareí estreia em fevereiro

No dia 11, o documentário será oficialmente apresentado em sessão especial a ser realizada na Sala Mário Lago. 

DOCUMENTÁRIO
O documentário sobre a rebelião ocorrida na cadeia de Jacareí (atual primeiro distrito) na Avenida Siqueira Campos, em 14 de fevereiro de 1981, que terminou com a morte de sete pessoas, já tem definida a data de estreia: 11 de fevereiro, em sessão especial a ser realizada na Sala Mário Lago. 

PRODUÇÃO

A equipe da TV Câmara Jacareí, responsável pela realização do filme, entrevistou nos últimos meses quase 20 pessoas, desde jornalistas que cobriram o caso, como Carlos Nascimento (foto), então na TV Globo, e André Freire, no extinto jornal Valeparaibano, até os irmãos do advogado Franz de Castro Holzwarth, um dos que perderam a vida por conta do tiroteio que aconteceu no motim dos presos.

TESTEMUNHAS
Ex-funcionários da delegacia também foram ouvidos, como o ex-chefe dos escrivães José Benedito Aparecido, hoje com 81 anos. O ex-vereador Pedro Faria, que quatro décadas atrás era investigador de polícia, revelou que muita gente que acompanhava a rebelião da rua estava armada. "Eram civis que se dirigiram à Avenida Siqueira Campos com revólveres nos bolsos. Na hora do tiroteio todo mundo atirou. Felizmente, não fui atingido, apesar de várias balas terem passado bem perto de mim.", comentou.

INEDITISMO
A produção do documentário encontrou uma entrevista de Mário Ottoboni (1931-2019), que em 1981 fazia parte da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC), que permanece inédita até este momento. A gravação, de 2013, foi na casa dele. Mário, nesta entrevista, conversa com o cineasta Dannyel Leite, que há nove anos pensou em fazer um documentário sobre o fato, mas depois desistiu e cedeu a filmagem à emissora legislativa de Jacareí.

FAMILIARES
Na cidade de Barra do Piraí (RJ), terra natal de Holzwarth, a TV Câmara falou com os irmãos e os amigos do advogado. Eles lembraram passagens da infância e comentaram sobre o legado de benevolência e misericórdia deixados por ele. Em 18 de maio, se estivesse vivo, ele completaria 80 anos.

MEMÓRIA
Para Márcio Martinele, Diretor de Comunicação da Câmara Municipal, o documentário é necessário para que a memória dos acontecimentos da cidade não se perca. Após finalizado, o documentário ficará disponível no canal do Youtube da TV Câmara Jacareí, além de ser transmitido na grade programação mídias sociais da emissora.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 18 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection