[[date:%A, %d %B %Y]]

Momento de unir forças

EditorialRelações de Trabalho

Momento de unir forças

Integração entre poder público, trabalhadores e entidades, poderia tornar menos penosa a vivência ideal como sociedade. 

Na sessão legislativa de quarta-feira (8) foi aprovado, em primeira discussão, projeto de autoria do Executivo que aumenta o tempo de trabalho do servidor público municipal de Jacareí que deseja aposentar-se. Se aprovado pela segunda vez na sessão de 22 de junho, as mulheres, que hoje se aposentam aos 55, passarão a aposentar-se aos 62 anos; os homens, dos atuais 60 para 65 anos. Há diferenciação também para professoras, que só terão aposentadoria a partir dos 57 anos, enquanto os professores têm idade mínima fixada nos 60 anos.

O projeto teve 12 votos favoráveis e um contrário, do vereador Luís Flávio (PT), para quem os vereadores deveriam preocupar-se 'que estamos no momento de assegurar direitos, e não de retirá-los de uma categoria tão sofrida como é a do servidor público de Jacareí'. Quanto entrar em vigor, o projeto atingirá diretamente os novos contratados. Os atuais estarão sujeitos a uma tabela específica de transição.

Outros trabalhadores em clima de revés esta semana são os metalúrgicos da Caoa Chery. Um ofício do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, que tem jurisdição sobre as profissionais de Jacareí, dirigido à Presidência do Legislativo, não foi atendido para que fosse elaborado projeto que obrigasse a montadora a cumprir o acordo de não demitir cerca de 500 trabalhadores e os reintegrasse de volta.

Segundo argumentação dos interessados, a manutenção desses empregos contribuiu diretamente para a economia local e não apenas beneficia os trabalhadores e suas famílias. Citam como exemplo a ideia, em parte já em execução, de incentivar a criação de um novo bairro nas imediações da fábrica 'praticamente independente da região central' que só teria sentido se ela realmente continuasse dentro do projeto inicial programado.

Uma integração maior entre poder público e trabalhadores e suas entidades de proteção seria uma forma de tornar menos penosa a tentativa de voltarmos à vivência ideal como sociedade.

É a nossa opinião. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 07 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection