Domingo, 17 Outubro 2021

Polícia Federal vai investigar saques indevidos de beneficiários mortos do INSS

PolíciaInvestigação

Polícia Federal vai investigar saques indevidos de beneficiários mortos do INSS

As medidas valem para casos em que houve mais de três saques após a morte do beneficiário nos últimos 12 anos

A medida está em portaria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em 19 de abril (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A partir de 03 de maio, quem fizer saques indevidos de benefícios pagos pela Previdência Social a pessoa morta, será rastreado pela Polícia Federal. A medida está estabelecida em portaria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em 19 de abril.

No caso de identificação do saque irregular, os dados serão enviados à PF e ao Ministério Público Federal, que vai se responsabilizar por pedir abertura do processo penal. As irregularidades se estendem, além do saque de benefícios, à confirmação do óbito e ao pagamento indevido.

O INSS não definiu que tipos de dados e documentos e a periodicidade do envio das informações, o que será alinhado com a Polícia Federal e o MP.

As medidas valem para casos em que houve mais de três saques após a morte do beneficiário nos últimos 12 anos. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection