[[date:%A, %d %B %Y]]

Sindicato cobra da Câmara medidas contra fechamento da Chery em Jacareí

Cidademobilização

Sindicato cobra da Câmara medidas contra fechamento da Chery em Jacareí

Entidade reivindica que a Câmara convoque a direção da empresa e 'exija a permanência da fábrica.

Vereadores e sindicalistas durante reunião na Câmara Municipal. Foto- Laís Costa/Divulgação

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região cobrou da Câmara Municipal medidas concretas para impedir o fechamento da linha de produção da montadora Caoa Chery, em Jacareí. Em reunião convocada pelos vereadores para a última terça-feira (17), a entidade que representa a categoria voltou a mostrar a necessidade de a Câmara interferir nos planos da montadora de fechar a unidade no município.

De acordo com o Sindicato, durante o encontro, a entidade reivindicou que a Câmara convoque a direção da empresa e 'exija a permanência da fábrica em Jacareí'. "Além do dever de manter os empregos, a montadora tem uma dívida com a cidade. Nesses oito anos de produção, foi amplamente beneficiada por recursos públicos, inclusive com isenção fiscal e infraestrutura em seu entorno.", diz em nota.

O Sindicato também denunciou aos vereadores a quebra de acordo pela Chery, conforme divulgado pelo Diário de Jacareí no sábado (14). O acordo realizado no dia 10 de maio e registrado em ata, estabelece que os representantes da montadora aceitaram a proposta para suspensão das 480 demissões e adoção de layoff. No último fim de semana, porém, a empresa voltou atrás e afirmou que não mais aceitaria o programa. Segundo o Sindicato, os vereadores firmaram o compromisso de exigir da empresa, por meio de uma nota pública, o cumprimento do acordo e a continuidade das negociações com o Sindicato.

"A diretoria da montadora assumiu um compromisso com o Sindicato e com os trabalhadores, e isso está registrado em ata assinada. Não vamos aceitar essa quebra de acordo. A proposta de suspensão das demissões foi aprovada em assembleia, portanto é uma medida irreversível. Nós achamos que todos os vereadores e o prefeito devem assinar essa nota repudiando a atitude da empresa", afirma o presidente do Sindicato, Weller Gonçalves.

FRENTE PARLAMENTAR
Ainda segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, no encontro os vereadores também se comprometeram a criar uma Frente Parlamentar em defesa dos empregos, possivelmente já na sessão de Câmara desta quarta-feira (18). Os parlamentares ainda firmaram o compromisso de realizar uma audiência pública para defender os empregos e ampliar a discussão para outros setores da sociedade. O Sindicato cobra dos vereadores que eles cumpram o que foi debatido.

PROJETO DE LEI
Como parte da campanha para manter a fábrica em Jacareí, o Sindicato dos Metalúrgicos protocolou na Câmara Municipal um projeto de lei que proíbe a saída da planta de Jacareí e reconhece a indústria automotiva como sendo de interesse estratégico para o desenvolvimento regional.

Para que entre em vigor, o projeto tem de ser assumido por um parlamentar, aprovado em plenário e sancionado pelo prefeito Izaias Santana (PSDB).

O Sindicato também acionou o Ministério Público do Trabalho (MPT) para mediar a negociação com a Caoa Chery. Uma audiência de conciliação entre as partes está marcada para a próxima sexta-feira (20), às 8h30. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 02 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection