Quinta, 02 Dezembro 2021

Novas abordagens ajudam no tratamento do câncer de mama

GeralSaúde

Novas abordagens ajudam no tratamento do câncer de mama

A hormonioterapia e a terapia alvo são duas novas possibilidades para combater a doença, ressalta professor da Unifesp.

O tratamento do câncer de mama depende da fase que a doença se encontra . Foto- Ilustração

As conquistas das últimas décadas têm contribuído para novas abordagens e melhores respostas para o tratamento do câncer de mama. Os tradicionais tratamentos com cirurgia, radioterapia e quimioterapia já não são os únicos no combate a esse tumor.

"A hormonioterapia e a terapia alvo são métodos recentes que estão ajudando no atendimento das pacientes acometidas pela doença. Os resultados têm sido bastante positivos", ressalta Ramon Andrade de Mello, médico oncologista. Mello é professor da disciplina de oncologia clínica da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), da Uninove e da Escola de Medicina da Universidade do Algarve (Portugal).

A terapia hormonal tem sido uma das indicações para reduzir a ocorrência do câncer de mama em pacientes com alto risco genético. Mesmo após a cirurgia, os novos tratamentos têm demonstrado importantes avanços, como é o caso da hormonioterapia, que ajuda a mitigar os riscos de retorno do tumor operado.

Os especialistas têm contado ainda com a terapia alvo, que ataca especificamente as células cancerígenas, reduzindo os danos às células normais. Esses medicamentos atuam nos genes, proteínas ou no ambiente tecidual específico do tumor, impedindo seu crescimento e sobrevida.

"O mais importante é o diagnóstico precoce, que permite a escolha do melhor tratamento, reduzindo os impactos para a saúde da paciente. A prevenção pode ainda ter maior sucesso com um programa de rastreio adequado", explica Dr. Ramon de Mello.

NÚMEROS
Estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontam que o país deve registrar 66.280 novos casos em 2021. O tratamento depende da fase que a doença se encontra.

IOV lança e-book com práticas que
estimulam o bem-estar emocional

Mudanças profundas como um diagnóstico de câncer, perda de um emprego ou de um ente querido, podem gerar medo, ansiedade, alterações do sono, distúrbios de apetite, alterações alimentares, aumento de consumo de bebidas alcóolicas e tabaco.

Visando estimular práticas que auxiliem no combate destes sintomas e promovam o bem-estar psicológico e emocional, o Instituto de Oncologia do Vale (IOV), com sede em São José dos Campos, lançou um e-book com práticas que podem ser realizadas diariamente para ajudar a manter o bem-estar emocional.

Entre os afetos positivos que podem ser estimulados pelas intervenções apresentadas no e-book estão resiliência, autocompaixão, criatividade, otimismo e esperança.
O e-book está disponível para download no site www.iov.com.br

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 02 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection