[[date:%A, %d %B %Y]]

Tretas homéricas

Tretas homéricas

O melado 'Diário de uma Paixão' (2OO4) teve de tudo: Ryan Gosling e Rachel McAdams só faltaram chegar às vias de fato.

Alguns filmes passam a impressão de que o ambiente de trabalho foi uma maravilha. Engano. Em vários o casal protagonista se odiava e mal se olhava antes de o diretor berrar: 'Ação!'. Eis uns exemplos. O melado 'Diário de uma Paixão' (2OO4) teve de tudo: Ryan Gosling e Rachel McAdams só faltaram chegar às vias de fato.

Ele a chamava de mimada, sem talento. Pediu dublê nas cenas em que precisava olhar para a moça! 'Dirty Dancing' (1987), musical açucarado, também teve bafafás entre Patrick Swayze e Jennifer Grey. O ator reclamava aos técnicos que ela era inexperiente. Ficava possesso quando Jennifer, por se achar engraçadinha, não segurava o riso durante um take e estragava a cena. 'Se alguém a criticava, ia a um canto chorar', disse Swayze numa entrevista.

Outra situação periclitante foi a vivida pela atriz Shelley Duvall em 'O Iluminado' (198O). O diretor Stanley Kubrick, conhecido pela exigência fora dos padrões, foi cruel: repreendia-a na frente de todos, perguntava com ironia se sabia atuar e na cena em que o personagem de Jack Nicholson quebra a porta do banheiro a machadadas fez Shelley repetir o semblante de desespero mais de 100 vezes!

Em 'Os Pássaros' (1963), o duelo foi entre Alfred Hitchcock e Tippi Hedren. O Mestre do Suspense nutria paixão platônica pela atriz e a fez penar cada vez que a jovem recusava seus flertes. Numa das sequências, lançou um pássaro de verdade na cabine telefônica onde Tippi estava, sem avisá-la, 'só para filmar a reação natural dela'. Depois, fez com que inúmeros voadores fossem em direção da intérprete - as cicatrizes que aparecem no filme são reais!

E as filmagens do horrível 'Batman Eternamente' (1995) se deram numa época em que Val Kilmer era estrela em Hollywood (faz bastante tempo isso). Ele (encarnou o protagonista) vociferou contra o script porque Jim Carrey (Charada) tinha mais falas, e nem dirigiu a palavra a Chris O'Donnel (Robin). Trocou socos com o diretor Joel Schumacher após baterem boca por questões técnicas. Kilmer ficou 2O dias sem falar com Joel, que depois disparou: 'Foi uma maravilha. Tive paz para trabalhar'. Há outros vários casos. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 02 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection