[[date:%A, %d %B %Y]]

Mundo da Lua: 30 anos

Mundo da Lua: 30 anos

As tramas se baseavam em problemas do cotidiano, que Lucas tentaria 'resolver' por meio dos sonhos guardados em seu gravador. 

No fim de setembro vão se completar 30 anos do encerramento de um dos seriados mais lembrados pelos nascidos principalmente entre o fim da década de 1970 e meados da de 80: 'Mundo da Lua', da TV Cultura. Idealizado pelo dramaturgo Flávio de Souza, o projeto começou a ser construído em meados de 1990, quando esboçou histórias de família tradicional de São Paulo, os Silva e Silva: o pai, Rogério, professor do ensino médio, a mãe, Carolina, vendedora numa boutique, os filhos Juliana, de 12 anos, e Lucas, de 10, além do avô Orlando e a empregada Rosa.

As tramas se baseavam em problemas do cotidiano, que Lucas tentaria 'resolver' por meio dos sonhos guardados em seu gravador (que ganha do avô no aniversário de 10 anos, o 1º episódio). O Brasil, na TV, estava pouco acostumado a sitcoms – na época havia apenas o remake de 'Alô Doçura' (com César Filho e Virgínia Nowick) na Manchete, e só.

A Cultura, especializada em atrações infantis, tinha boa audiência com 'Rá Tim Bum' (1990-91) e 'Mundo da Lua' foi aposta certeira. Uns episódios filmados no fim de 90 desagradaram o setor pedagógico do canal e no começo do ano seguinte, aí sim, a coisa engrenou.

O elenco 'deu química' e o sucesso era inevitável: a estreia foi em 6/10/91 e o 52º capítulo, em 27/9/92, sempre aos domingos. Antônio Fagundes e Gianfrancesco Guarnieri, cedidos pela Globo, interpretaram, respectivamente, Rogério e Orlando; Mira Haar (esposa de Flávio – ela engravidou no começo das gravações e a situação se incorporou aos scripts), Carolina; Mayana Blum (na verdade, Mariana, filha da atriz Norma Blum e do músico Zé Rodrix), Juliana; Anna D'Lira, Rosa, e Luciano Amaral, famoso no Brasil com o comercial do Vick Vaporub (veiculado de 1986 a 89), o protagonista.

Com meses de exibição, 'Mundo da Lua' arrebatou crianças e adultos e levou o troféu da Associação Paulista de Críticos de Arte de melhor programa infantil. O brilho preocupou a Globo. A partir daí não liberou mais artistas a outras emissoras (em 1993 exibiu o seriado durante semanas). No youtube estão os 52 episódios, entrevistas e depoimentos dos participantes. Imperdível. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 26 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection