Sexta, 24 Mai 2024

Elas não estão à venda

Elas não estão à venda

Além disso, a religiosidade impera na obra, que cita Deus a todo momento: é mais um ponto negativo aos progressistas. 

'Polêmico' / 'Controverso'. Estes 2 adjetivos que jornalistas mais escreveram para explicar 'O Som da Liberdade', que estreou nesta semana no Brasil – está em cartaz em Jacareí e São José – estão incorretos. A palavra certa é ousadia. O longa-metragem, que chegou aos EUA meses atrás, quase não pisa em terras tupiniquins. O motivo, você deve imaginar. Julgado como 'de extrema-direita' por esta mesma classe de 'comunicadores', a fita sofreu os mais diversos preconceitos por abordar assuntos que, à ultraesquerda, não existem ou são superestimados: sexualização de crianças e pedofilia que, a eles, é doença, e não crime hediondo.

Além disso, a religiosidade impera na obra, que cita Deus a todo momento: é mais um ponto negativo aos progressistas. Dirigido por Alejandro Monteverde, tem Jim Caviezel ('A Paixão de Cristo', 2004) no papel de Timothy Ballard, ex-agente especial do governo americano que embarca numa missão surpreendente a resgatar crianças vítimas de tráfico infantil na Colômbia. Trata-se de história real. Ele deixou o poder público em 2013 e mergulhou na nova tarefa, colocando, sem medo, a vida em risco.

A película tem tido repercussões positivas no planeta, para desespero da turma lacradora. Dias atrás bateu a marca de US$ 220 milhões arrecadados – 17º entre as maiores bilheterias do ano, superando blockbusters de Hollywood. A fita em no elenco a veterana Mira Sorvino, e os atores mirins Cristal Aparício e Lucas Ávila, ambos excelentes como irmãos Rocio e Miguel, sequestrados pela quadrilha de Katy (Yessica Perryman).

Há sequências impactantes em 'O Som da Liberdade'. Numa delas, Timothy responde a Vampiro (Bill Camp) porque insiste em seguir no resgate destes meninos explorados: "As crianças de Deus não estão à venda", diz, com olhos marejados. Com apoio da esposa Katherine (Mira), parte à Colômbia, onde enfrenta guerrilheiros comandados por Escorpião (Gerardo Taracena). Prepare-se a se emocionar, principalmente nos momentos decisivos. A mensagem final é clara: protejam seus filhos. Duração: 130 minutos. Cotação: ótimo. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 24 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection