[[date:%A, %d %B %Y]]

Disney X Hitler

Disney X Hitler

'Alô, Amigos', especulou-se, poderia ter sido a fita que ajudaria os EUA na 'política de boa vizinhança' a amealhar aliados na Segunda Guerra Mundial.

'Alô, Amigos', produzido por Walt Disney, estreou primeiro no Brasil, há exatos 80 anos: 24/8/1942. Só em fevereiro de 1943 estava nas telonas dos EUA. Foi proposital. Disney acabara de criar Zé Carioca (rascunhou-o quando esteve por aqui, em 1941, e ficou admirado pelo trabalho do desenhista Jota Carlos), o papagaio malandro verde e amarelo, e o poria a inaugurar truques e trejeitos, sempre com inseparável guarda-chuva a tiracolo, na animação de 4 segmentos – Zé surge no último, passeando pela América do Sul, 'auxiliado' pelo Pato Donald, que lhe ensina samba ao som dos clássicos 'Aquarela do Brasil' (de Ary Barroso, interpretada por Aloysio de Oliveira, escrita em 1939: sucesso mundial ao ser tocada neste desenho) e 'Tico-tico no Fubá' (Zequinha de Abreu).

'Alô, Amigos', especulou-se, poderia ter sido a fita que ajudaria os EUA na 'política de boa vizinhança' a amealhar aliados na Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Pode até ter sido, mas sem aquela relevância dada décadas depois. A História foi deturpada. Cada um quis puxar a brasa à sua sardinha.

Na verdade, desejava-se manter o Brasil perto dos EUA no alinhamento político (do outro lado estavam irmanadas Alemanha-Itália-Japão, o 'Eixo'). Alguns governos latinos mantinham laços estreitos com Hitler e Mickey e outros personagens de Disney, populares na América Latina, ajudariam na integração de forças contra o mau.

O jornalista Ruy Castro, novo imortal da Academia Brasileira de Letras, no livro 'Carmen' (2005), desmistificou o caso, principalmente relacionado, claro, à cantora e atriz Carmen Miranda (1909-1955), que, aos 30 anos, desembarcou nas terras do Tio Sam a iniciar o segundo ato de sua trajetória.

Em 'Alô, Amigos', Donald, além de contribuir ao remelexo de Zé Carioca, visita o Lago Titicaca, e Pateta, com roupas de caubói americano, a Argentina. O cartunista chileno René Ríos Boettiger, ao assistir ao filme, inspirou-se e criou Condorito, um dos personagens mais onipresentes nas Américas, mas que, curiosamente, não fez sucesso no Brasil.

Na 15ª edição do Oscar, a de 1943, 'Alô Amigos' foi finalista em 3 categorias: trilha sonora, mixagem de som e canção original (a música-título, 'Saludos, Amigos'). Não venceu em nenhuma. Duração: 43 minutos. Cotação: ótimo. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 01 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection