[[date:%A, %d %B %Y]]

Pinóquio seria amador

EditorialInverdades secretas

Pinóquio seria amador

Embora seja uma consequência provável, chega a surpreender o que se vê agora. A mentira institucionaliza-se escancaradamente.

Ninguém duvida que a mentira continua sendo a maior arma de quem governa ou pretende dominar o restante da população. Embora seja uma consequência provável, chega a surpreender o que se vê agora. A mentira institucionaliza-se escancaradamente.

O mais recente sinal revelou-se esta semana, quando a SEC (Securitities and Exchange Commission), reguladora do mercado de ações dos Estados Unidos acusou oficialmente a Companhia Vale do Rio Doce de enganar investidores quanto à segurança de suas barragens.

Refere-se à tragédia de Brumadinho (MG) que matou 277 pessoas em janeiro de 2019 ao romper-se a barragem, tida, até então, nos relatórios das auditorias da Vale como segura. A acusação acrescenta que a empresa brasileira vinha manipulando auditorias e não obedecia às normas internacionais de segurança. Muitos norte-americanos são investidores das ações da sinistrada e deram queixa.

Na esfera ambiental, o STF derrubou decretos presidenciais – um deles o que excluía a participação da sociedade civil de fundo ligado à Amazônia – sob a constatação oficial de que o Brasil é responsável por 40% do desmatamento 'oficialmente negado' nessa região.

Sem falar no chororô da desconfiança da lisura de nossas eleições, outra surpresa: mais de 50% dos apoiadores de políticos das redes sociais, fartamente festejados pelos ditos 'líderes' apoiados, são robôs que despejam 'likes' nas postagens. Pinóquio seria amador perto dessa gente.

É a nossa opinião. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 23 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection