Terça, 26 Outubro 2021

Muito além do ‘au-au’

Muito além do ‘au-au’

O relacionamento entre humanos e animais evoluiu bastante, embora ainda existam abandonos de pets à própria sorte  

Certa manhã chegou ao consultório da médica veterinária Adriana Oliveira, em Jacareí, um casal que trazia Tobby, o cãozinho da família com sinais preocupantes de depressão. Adriana dedicou toda atenção ao pet com base nas informações dos donos. Minutos depois disse à mulher: 'o relacionamento seu com seu marido parece andar meio tenso'. Surpresa, ela confirmou que, de fato, até por força da pandemia, o clima doméstico andava 'carregado'. Não admira o momento estar propenso a cargas emocionais negativas, mas isto atingir o animalzinho e ser 'revelado' por ele era impensável até pouco tempo.

O relacionamento entre humanos e animais evoluiu bastante, embora ainda existam abandonos de pets à própria sorte pelas pessoas, agora aumentados pela pandemia do Covid-19, quando muitos adotaram cães principalmente para companhia. Porém, muitos tutores não souberam entender que as necessidades de atenção e convivência saudável exigidas por eles vão além do 'au-au', explica Adriana.

Hoje destacada no que faz, a veterinária lembra a necessidade de interação animal-tutor, a personalidade de cada um e até a atuação do pet como 'membro da família'. Existem surpreendentes relatos de comunicação entre humanos e animais 'até depois da morte'; a despreocupação do pet com 'status' (veja cães de moradores de rua) e uma constatação exemplar: 'animal não mente', garante.

Certa paciente que passava por situação conturbada procurou a clínica por causa da cegueira que vitimou sua cachorrinha 'que por isto ficou deprimida' achava a dona. Durante a consulta descobriu que 'ela (a tutora) sim' estava 'cega'; a pet, embora fisicamente estar perdendo a visão, não se importava com isso.

Esses procedimentos avançados de terapêutica comportamental em animais de estimação, com Reik, acupuntura, ozonioterapia, dentre outros, são cada vez mais aplicados com ótimos resultados nos modernos procedimentos veterinários. A filha brilhante Adriana Oliveira tem histórico de curas recentes em Jacareí e região de várias moléstias próprias de animais, muitas provocadas, infelizmente, pelo mau entendimento dos humanos. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 26 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://diariodejacarei.com.br/

No Internet Connection