Publicidade
Domingo, 18 de Agosto de 2019 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 03/02/2019 às 10h38
Prefeitura apura ‘sumiço’ de notebooks comprados por administrações do PT
A Redação / Diário de Jacareí
Ilustração
Ilustração
A investigação interna teve como origem um inventário promovido pelo atual governo

A Prefeitura Municipal de Jacareí não conseguiu esclarecer o ‘sumiço’ de 30 equipamentos de informática, do tipo ‘notebook’ (computador portátil), que não foram localizados pela atual administração, iniciada em 1º de janeiro de 2017. Os computadores foram adquiridos durante as gestões do ex-prefeitos Marco Aurélio de Souza e Hamilton Mota (PT). Eles foram comprados em anos e quantidades diversas entre 2004 e 2016. 

No dia 10 de janeiro de 2019, conforme Portaria publicada no Boletim Oficial do Município, o secretário de Administração e Recursos Humanos, Carlos Felipe Sepinho Apparecido, arquivou uma sindicância instaurada em dezembro de 2017 para apurar o paradeiro dos equipamentos. Os trabalhos foram conduzidos por servidores das equipes de Informática, Patrimônio e Educação. 

A investigação interna teve como origem um inventário conduzido pelo atual governo de todo ativo imobilizado para apurar o ativo fixo contábil de bens e direitos pertencentes às diversas repartições públicas municipais. A sindicância durou cerca de um ano. 

Durante os trabalhos verificou-se que os notebooks possuíam Nota Fiscal de Compra e Nota de Entrada, mas não tinham Cautela, que é o Termo de Responsabilidade comumente assinado por quem irá utilizar um bem público. 

LOCAIS DE DESTINO
Em resposta ao Diário de Jacareí, a Prefeitura Municipal esclareceu que não foram encontrados os notebooks nas seguintes unidades: Secretaria de Administração e Recursos Humanos, Secretaria de Saúde, Gabinete do Prefeito, Secretaria de Finanças, Secretaria de Educação, Secretaria de Governo, Secretaria de Assistência Social e EMEFs (escolas municipais) Tito Máximo, Joaquim Passos e Presbítero Mabito Shoji. 

Ainda de acordo com a Prefeitura, o atual governo arquivou a sindicância, ‘mas não se deu por satisfeito’. Ainda em nota, explicou que abriu um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e encaminhou o relatório conclusivo da investigação interna para avaliação da Diretoria de Transparência. “As informações também seriam encaminhadas ao Ministério Público”, reforçou. 

A Prefeitura de Jacareí estima em cerca de R$ 60 mil o prejuízo financeiro para os cofres públicos com o ‘sumiço’ dos 30 notebooks. 

Para ex-prefeito, atual governo
‘passou do limite da mediocridade’

Para o ex-prefeito de Jacareí, Hamilton Mota (PT), esta é mais uma prova de que o atual governo passou do limite da mediocridade. “Já estão no terceiro ano de governo e parece que desejam subestimar a inteligência do cidadão jacareiense. É a prova cabal que eles não sabem governar. Se esses computadores realmente sumiram, pode muito bem ter sido na atual gestão”, afirmou em nota.

Hamilton disse ainda que o atual prefeito, Izaias Santana (PSDB), deveria estar mais empenhado em tentar reverter a suspensão de convênios por parte do governo do Estado, “fazendo com que Jacareí deixe de receber milhões de reais”, completou. 

O ex-prefeito Marco Aurélio de Souza, que governou a cidade entre os anos de 2001 e 2008, também foi procurado pelo Diário de Jacareí, mas a informação de sua assessoria é de que ele ‘não foi encontrado’ para comentar o assunto. 

Publicidade
Relacionadas
Comentários (1)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Daniel Rosa   6 mêses atrás
Não tem como rastrear os equipamentos?
18 AGO
Publicidade
Notícias

Blogs
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
  • 70.8%
  • 20.9%
  • 8.3%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: