Sábado, 15 de Dezembro de 2018 | você está em »principal»Notícias»Polícia
Publicado em 17/11/2018 às 10h30
Polícia investiga rota do dinheiro que sumiu de conta bancária da Câmara
A Redação / Diário de Jacareí
Divulgação/CMJ
Divulgação/CMJ
Vista aérea da Câmara Municipal de Jacareí, na região central da cidade

A Polícia Civil continua investigando o desvio de R$ 317.287,00 da conta corporativa da Câmara Municipal de Jacareí. A ocorrência foi registrada na delegacia na tarde do dia 27 de setembro, um dia após o fato. De acordo com o boletim de ocorrência, o valor foi retirado da conta da Câmara em sete transferências diferentes, feitas via internet banking de forma sequencial. 

O Diário de Jacareí apurou que o suposto 'golpe' foi iniciado após contato telefônico entre uma pessoa que se dizia funcionária do banco e o setor responsável na sede do Legislativo.

De acordo com o delegado secional assistente, Tális Prado Pinto, a Polícia enviou ofício ao Banco Santander pedindo informações sobre para quais contas o dinheiro foi transferido. "Só eles (o banco) podem esclarecer o caminho feito pelo dinheiro desviado", comentou. 

Ainda segundo o delegado, a polícia quer a identificação dessas contas, e a quebra de sigilo bancário para identificar os destinatários das transferências e o valor exato transferido para cada conta. A Polícia não descarta nenhuma hipótese, inclusive a possibilidade de a movimentação dos valores ter sido comandada por hackers. 

O banco informou que, inicialmente, não detectou irregularidades nas transações e a Câmara pediu bloqueio da conta durante a investigação. 

De acordo com a Câmara, no dia 03 de outubro, o delegado Guilherme Caselli de Araújo visitou as dependências da Casa, conversou informalmente com servidores e determinou a apreensão do computador em que eram realizadas as operações, para perícia da Polícia Civil. 

Câmara instaurou procedimento
interno de averiguação sob sigilo

No dia 04 de outubro, a Câmara Municipal de Jacareí instaurou um procedimento administrativo interno de averiguação preliminar (que correu sob sigilo), com prazo de 30 dias para a sua conclusão, para apurar o desvio de pouco mais de R$ 317 mil de uma conta corporativa em nome do Legislativo. Os trabalhos foram conduzidos pelo Departamento Jurídico da Casa.

No dia 01 de novembro, a Comissão responsável entregou um relatório com o resultado desse procedimento. Nesse período, servidores que tiveram contato com o fato foram ouvidos e a Câmara não descarta ingressar com uma ação na Justiça contra o banco para reaver o dinheiro. 

Em nota, o Santander já havia informado que identificou que as transações realizadas foram devidamente validadas com as credenciais de segurança fornecidas pela instituição, "as quais são de uso pessoal e intransferível", reforça. 

Ainda de acordo com a instituição, em caso de comprovada fraude, por eventual falha no sistema da instituição, o banco ressarce o valor.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

15 DEZ
Publicidade
Notícias

Blogs
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
30/08/2018
Você pretende votar em um candidato de Jacareí­ a deputado nessas eleições?
  • 48.2%
  • 42.1%
  • 9.7%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: