Publicidade
Quinta-feira, 22 de Abril de 2021 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 26/03/2021 às 15h07
Mercado comum pandêmico
A Redação / Diário de Jacareí

Esta semana comemorou-se o 30º aniversário do Mercosul – Mercado Comum do Sul – fundado em 26 de março de 1991, quando Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai assinaram em Assunção, capital paraguaia, um tratado comercial na tentativa de melhorar as condições de emprego e renda dos países integrantes. A iniciativa seguia padrões do Mercado Comum Europeu, porém não atingiu o resultado proposto. 

É certo que brasileiro, hoje, pode viajar sem passaporte para oito dos 12 países que compõem o continente, e os carros de cinco deles ostentam uma placa em azul e branco difícil de memorizar, mas bonita de se ver. Praticamente apenas isso. 

Até que chegou a pandemia, perante a qual o mundo inteiro voluntariamente ou não se transformou num grande bloco, às avessas se comparado à intenção dos criadores do Mercosul e da União Europeia. Com ela tivemos esta semana o anúncio de que o nosso Butantan vai colocar no país a própria vacina, a ‘ButanVac’, de baixo custo e de alta produção; o Rio de Janeiro receberá mais 2 milhões de doses da Oxford/AstraZeneca e, para manter-se na concorrência, a Fiocruz anuncia mais 12 milhões de doses para os brasileiros. 

Para outra faixa de opiniões, a chanceler federal alemã, Angela Merkel, acaba de fazer, um ‘mea culpa’ confessando que se enganou ao defender o ‘lockdown’; o médico presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Ribeiro, ‘criticou os colegas contrários ao tratamento precoce do coronavírus, determinando que as decisões em relação aos pacientes fiquem a critério dos médicos que os tratam.

Tem mais. O mega-feriado que começou na sexta, 26, em São Paulo e no Rio, abriu exceções. O governo do Rio de Janeiro permitiu exercícios físicos nas areias das praias, e o PT aproximou-se, com aval de Lula, de partidos como o PSB e PSOL, com vistas à formação de um bloco opositor na Câmara – acredite – de ‘minoria’.

Lições de um ‘Mercado Comum Pandêmico’. 

É a nossa opinião.

Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

22 ABR
Publicidade
Publicidade
Notícias
facebook
Blogs
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: