Publicidade
Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 06/08/2019 às 20h03
Justiça proíbe pagamento de membros da JARI com valores de multas em Jacareí
A Redação / Diário de Jacareí
DJ/Arquivo
DJ/Arquivo
O promotor de Justiça José Luiz Bednarski é o autor da ação

A Justiça determinou a extinção do pagamento de membros da JARI - Junta Administrativa de Recursos e Infrações - com valores arrecadados nas multas de trânsito aplicadas em Jacareí. A decisão, publicada no dia 18 de julho, é da titular da Vara da Fazenda Pública, Rosângela de Cássia Pires Monteiro. 

A sentença acolheu integramente uma ação movida pelo Ministério Público Estadual contra a Prefeitura de Jacareí, no início de 2018. De acordo com o promotor José Luiz Bednarski, autor da ação, a prática vinha ocorrendo desde as gestões municipais anteriores, descumprindo proibição do Código de Trânsito Brasileiro (art. 320) e de resoluções do CONTRAN - Conselho Nacional de Trânsito. 

A legislação em vigor limita o uso dos valores arrecadados com multa ao uso exclusivo em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito, e determina ainda que os pagamentos aos integrantes da JARI sejam realizados mediante previsão orçamentária específica, tal como ocorre nos demais cargos do funcionalismo municipal.

Em sua decisão, a juíza do caso diz que ‘o sistema de trânsito que deveria evitar a multa, não pode depender dela para subsistência’. “A manutenção da estrutura administrativa e de pessoal da JARI não se constitui em investimento, não podendo ser bancada pelo dinheiro arrecadado de multas de trânsito”, reforça.

IMPESSOAL
De acordo com José Luiz Bednarski, promotor que propôs a ação, o fato, além de ilegal, descumpre frontalmente o princípio constitucional da impessoalidade na administração pública, 'pois o agente público passa de julgador imparcial a interessado na validação da multa em julgamento, pois dela depende para o recebimento de seus vencimentos'. "É por isso que, raramente, se encontra um julgamento favorável em recurso de multa de trânsito", reforça.

OUTRO LADO
Na época do ajuizamento da ação, a Prefeitura Municipal foi procurada pelo Diário de Jacareí para comentar o assunto. A atual administração sustentou que o custeio da JARI com os recursos das multas está previsto no Art. 320 do Código de Trânsito Brasileiro, pois é classificada como elemento de despesa de 'policiamento e fiscalização', pelo inciso XIII do Art. 10 da Resolução n. 638 de 30.11.2016 do Conselho Nacional de Trânsito.

“Neste caso não se trata de uma questão de interpretação e sim de cumprir o que está claramente escrito nas leis, e é isso o que está sendo regularmente feito", justificou em nota.

Na última terça-feira (6), a atual administração informou que a ação cabe recurso e a Procuradoria Geral do Município irá recorrer da decisão da Justiça.

SERVIÇO/JARI
De acordo com a Prefeitura de Jacareí, a JARI - Junta Administrativa de Recursos de Infrações de Trânsito - é formada por três membros sendo eles um servidor efetivo da Secretaria de Mobilidade Urbana, um representante de entidade de classe (Sindicato dos Condutores) e um indicado do prefeito, que, obrigatoriamente, tem que ser advogado.

A remuneração dos membros é de acordo com a presença em cada reunião, que acontece semanalmente. Cada membro recebe 30% do valor do salário mínimo por sessão de julgamento, se houver comparecimento, e até o limite de 20 reuniões mensais.

A JARI também conta com o trabalho de uma secretária que dá o suporte necessário e burocrático para a organização dos trabalhos de cada reunião. O trabalho é feito em revezamento por duas secretárias, ambas servidoras efetivas da Secretaria de Mobilidade Urbana. A secretária recebe remuneração de 15% do valor do salário mínimo por reunião. Os valores são divididos igualitariamente entre as integrantes da secretaria.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

22 AGO
Publicidade
Notícias

Blogs
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
  • 70.8%
  • 20.9%
  • 8.3%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: