Publicidade
Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019 | você está em »principal»Notícias»Editorial
Publicado em 16/12/2016 às 10h41
Fecham-se as cortinas vermelhas
A Redação / Diário de Jacareí

Fecham-se as cortinas dos 16 anos de governo petista em Jacareí. Na virada do século, os votantes conduziram o partido ao poder, motivados pela ilusão de que era chegada a vez do eleitor também participar da condução dos destinos do município. Deu no que deu: sofrendo as consequências de um Brasil em frangalhos, a população local agora espera apreensiva pelo que ainda virá. No desespero, a cúpula vermelha, num rudimentar disfarce de avestruz, apropriou-se do PSD para camuflar candidaturas próprias, na tentativa de esconder o que todos sabiam: PSD era PT prolongado. Perdida a eleição, fecharam o diretório local, despediram militantes e deixaram dívidas sabe-se lá para quem pagar.

Que houve mudanças ao longo do período é inegável. Para ficarmos nos feitos principais, a prefeitura deu vida ao terreno da ferrovia, desmontou nichos conservadores até então intocáveis, espalhou no centro e nos bairros os ‘EducaMais’ (dois deles em prédios adquiridos em troca de dívidas dos maiores clubes da cidade, consideradas perdidas), construiu UBSs, descentralizou a rodoviária, construiu a Avenida Davi Lino, mudou a secretaria de Educação para o antigo prédio da fábrica Visetti (cuja desapropriação por prefeito anterior fora criticada), construiu o Parque da Cidade e melhorou o dos Eucaliptos. No mesmo período, o município arrecadou cerca de R$ 20 bilhões, em valores atuais (baseados no orçamento para 2017 e mais outras fontes de recursos).

Ficaram promessas não cumpridas: fim do pedágio para entrar na cidade, terceira ponte, saneamento das dívidas da Santa Casa, obedecer a Justiça que determinou construir o Hospital Municipal (Renan Calheiros não inovou com a desobediência), ligar a Carvalho Pinto à Rodovia Geraldo Scavone, ligar a Avenida Davi Lino ao Campo Grande e concluir o saneamento do córrego do Turi, cujo valor até o momento, calcula-se, está acima do aceitável.

Carnaval e futebol profissional morreram. Somos uma Chapecó em população, porém longe de nos igualamos a ela em incentivos à ‘paixão do povo’. Portanto, de tudo que esperamos do novo governo, não do Papai Noel, transparência, coerência e austeridade são remédios indispensáveis para evitar uma ‘cirurgia’ de alto risco.

E que 2017 seja muito melhor!

É a nossa opinião.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

15 NOV
Publicidade
Notícias

Blogs
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: