Publicidade
Domingo, 21 de Abril de 2019 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 13/04/2019 às 11h49
Em 2014, ex-vereador temia ‘decadência’ e pedia anistia para clubes de Jacareí
A Redação / Diário de Jacareí
Arquivo/PMJ
Arquivo/PMJ
Fued Chaquib: empresário e ex-vereador em Jacareí

Em 01 de outubro de 2014, os tradicionais clubes da cidade foram tema de uma reportagem escrita pela então jornalista do Diário de Jacareí, Renata Melo. Na ocasião, o empresário e ex-vereador Fued Chaquib procurou o jornal para informar que estava empenhado em resgatar a história de clubes como o Ponte Preta, Trianon e Elvira. “Tenho feito contato com várias pessoas em Jacareí para tentar conseguir apoio para buscar, junto à Prefeitura, isenção no IPTU e renegociação das dívidas dos clubes”, afirmou.

Na época, o empresário já se mostrava preocupado com a possibilidade desses clubes acabarem se não conseguissem sanar suas dificuldades financeiras. “Com isso, certamente a cidade perderia parte de sua história e identidade”, lamentava.

HISTÓRIA
Na década de 1950, Fued Chaquib teve envolvimento direto na compra da área do antigo Náutico do EC Elvira, onde hoje funciona o EducaMais São João. “Do jeito que está indo, daqui a pouco todos os clubes da cidade vão acabar se transformando em EducaMais. Isso já aconteceu com o ‘Náutico’ e com a sede social do Trianon”, afirmou.

Elvira é o clube mais antigo de Jacareí

O clube mais antigo da cidade é o Esporte Clube Elvira, fundado oficialmente em julho de 1920, com o objetivo de criar um time de futebol. O nome ‘Elvira’ deve-se ao primeiro patrocinador do time formado anos antes, a Fábrica de Meias Elvira.

Conhecido como o ‘vermelhinho’, o time de futebol do Elvira tinha uma grande torcida, que o acompanhava até em jogos fora de Jacareí.

Na década de 1950, foi construído o Estádio Antônio Jordão Mercadante com capacidade para três mil torcedores. Nessa mesma década, o Elvira incorporou o Clube Náutico, às margens do Rio Paraíba, na região do bairro São João.

Depois de uma longa e bem-sucedida trajetória, o Elvira voltou-se primordialmente para atividades sociais. Chegou a ter 7 mil sócios, mas acabou sendo atingido por diversas dificuldades financeiras, como dívidas trabalhistas e fiscais. Com isso, precisou vender seu estádio. 

Na primeira década dos anos 2000, seu parque aquático e seu maior ginásio esportivo acabaram sendo desapropriados pelo Município para serem transformados no EducaMais São João.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (2)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Rafael   6 dias atrás
Se o socio nao paga a mensalidade, o clube fica sem dimdim e assim nao pode manter seu patrimonio. Simples assim. Os principais culpados sao os socios inadimplentes em parceria com administracoes coniventes com tal esculhambacao. Esse papinho de querer isencao fiscal eh uma piada neh? ...
Respostas (1)
Rafael   6 dias atrás
...esta turma com doh deveria ir atras do administradores que deixaram a situacao chegar neste pto. Tipico brasilianismo na hora H vir atras do poder PUBLICO resolver pendencias PARTICULARES. Nao querem o liberalismo das urnas? Entao vamos comecar olhando pro umbigo!
21 ABR
Publicidade
Notícias

Blogs
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
  • 70.8%
  • 20.9%
  • 8.3%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: