Publicidade
Segunda-feira, 24 de Junho de 2019 | você está em »principal»Notícias»Cidade
Publicado em 18/04/2019 às 15h56
Câmara adia votação de projeto sobre remoção de veículos abandonados
A Redação / Assessoria de Imprensa
Divulgação/CMJ
Divulgação/CMJ
Plenário da Câmara Municipal durante sessão desta quarta-feira (17)

A Câmara Municipal adiou a votação do projeto de lei que normatiza a remoção de carros abandonados em Jacareí. A decisão foi tomada na sessão de quarta-feira (17), quando ficou definido que o processo retornará à pauta em 5 de junho.

De acordo com o vereador Juarez Araújo (PSD), autor original da proposta, a intenção é provocar o Executivo para que algo seja feito, enquanto se mantém o tema em discussão. O presidente da Câmara, Abner de Madureira (PR), explicou que o projeto está evoluindo em consonância com a prefeitura.

“Dia 25 teremos uma reunião com o secretário de Mobilidade Urbana e uma empresa que nos explanará como funciona a logística de recolhimento, serviço de garagem, comunicação com o proprietário do veículo e recolhimento financeiro”, explicou Abner.

ORIGINAL
Pelo projeto original, proprietários de veículos abandonados em vias públicas há mais de 15 dias sem sinais de deterioração, ou há mais de dez dias com sinais exteriores de abandono, deverão fazer a remoção dos mesmos no prazo de dez dias, a partir da data de entrega da notificação.

Passado o prazo, ou em caso de não identificação do proprietário, o veículo será removido para local determinado pela prefeitura e, para sua recuperação, todos os débitos, incluindo o serviço de guincho, estadia em pátio e multa de 15 VRM’s (Valor de Referência do Município) consequentes da infração, deverão ser quitados, ou seja, R$ 1.006,65. O veículo que passar 60 dias no pátio, corre o risco de ser leiloado.

O processo também é subscrito pelos vereadores Valmir do Parque-Meia Lua (DC), Luís Flávio, Márcia Santos (PV), Abner de Madureira, Paulinho dos Condutores (PR) e Aderbal Sodré (PSDB).

JURÍDICO
Embora tenha sido desarquivado pela assinatura da maioria absoluta dos vereadores, conforme normatiza o Regimento Interno da Casa, o projeto recebeu parecer desfavorável da consultoria jurídica da Câmara Municipal que entende haver vício de constitucionalidade na matéria em questão, ao regulamentar o que seria de competência do Poder Executivo.

Publicidade
Relacionadas
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

24 JUN
Publicidade
Notícias

Blogs
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
08/10/2018
Qual a sua opinião sobre a mudança do Poupatempo para a região central de Jacareí
  • 70.8%
  • 20.9%
  • 8.3%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: