Publicidade
Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 05/07/2019 às 12h46
O aprendiz Hitchcock


RODRIGO ROMERO

Nesta semana, mais um Hitchcock a vocês, caros leitores. Ainda no seu tempo inglês, nosso Mestre do Suspense filmou 'Sabotagem' (1936). O enredo é o trivial: detetive disfarçado da Scotland Yard (John Loder) tem a missão de investigar o criminoso (Oskar Homolka) que faz parte do grupo terrorista que planeja detonar uma bomba em Londres.

Para esta tarefa, disfarça-se de quitandeiro e se aproxima da esposa do suspeito (Sylvia Sidney) e de seu irmão, Stevie (Desmond Tester). Ambos cuidam do cinema (a família mora ali dentro). 'Sabotagem' começa exatamente com a infração do grupo de gatunos, onde Verloc (O. Homolka) derruba a eletricidade da cidade, deixando inclusive a sala de cinema às escuras.

Daí em diante Hitchcock conduz a trama com a amadurecida perspicácia em lidar com as artimanhas e as ansiedades do público. Aos 36 anos na época das filmagens (13 de carreira) o cineasta sabe driblar os clichês que já naquele tempo intimidavam quaisquer profissionais do ecrã, como, por exemplo, final feliz pretensioso e o estilo frio as câmeras, sem o relacionamento com os personagens.

Desde o início, o espectador sabe quem é quem e quais os rumos e as tramoias do clube de bandidos (Verloc só aceita participar das delinquências porque o cinema vai mal financeiramente). No livro de entrevistas que fez com François Truffaut, Hitchcock aponta um deslize no blocked: o assassinato de Stevie no atentado no ônibus (o garoto leva sem saber a bomba dentro da caixa onde está um rolo de filme). 'Um abuso do poder do cinema', corrobora Truffaut.

E ainda que tivesse pintado sua linguagem cinematográfica, vê-se em 'Sabotagem' outras imprecisões, como o pouco (nulo?) desenvolvimento dos personagens, cortes brutos na história e a fraca interpretação de Loder, galã canastrão de trejeitos hiperbólicos.

Hitchcock havia acabado de lançar os sucessos 'O Homem que Sabia Demais' (1934) e 'Os 39 Degraus' (35) e logo teria outro: 'A Dama Oculta' (1938, tema das próximas semanas). Prestem atenção na cena da faca na mesa! 'Sabotagem' - duração: 76 minutos. Cotação: regular.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

15 NOV
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: