Publicidade
Quarta-feira, 12 de Maio de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 02/03/2018 às 14h14
Tempero Baiano


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Ao ler a notícia de que a Renovação Burguesa inaugurou duas creches supimpas na cidade, lembrei-me do que disse certa feita um sábio de profunda inspiração: abrir um estabelecimento de ensino é fechar uma unidade prisional.

O burgomestre adora criança e, sempre muito cioso, exigiu dos construtores a plena adaptação ergonômica dos móveis e espaços ao alcance dos pequeninos, um cuidado louvável que me fez lembrar de uma história ocorrida no Fórum.
A promotora precisou se ausentar para fazer um júri em Bananal. Como alguém precisa levar o Brasil adiante, fui escalado de bom grado para substituí-la nas audiências criminais. O crime não compensa, mas vez em quando é bom matar saudade da persecução penal.

Assaz profissional, cheguei quarenta e cinco minutos antes da primeira audiência, a fim de analisar pormenorizadamente os autos. O primeiro réu da sessão era multirreincidente, homem quarentão conhecido no submundo delituoso pelo saboroso apelido de Tempero Baiano.

Quando eu li a acusação com rútilo formulada pela minha antecessora, a alcunha não me caiu nada bem - ao tal 'inocente até condenação transitada em julgado' era imputado o crime de tentativa de furto do televisor, aparelho DVD e micro-ondas da creche municipal localizada atrás do ginásio de cestobol.

Consideradas a atenuação decorrente da tentativa e a total recuperação dos objetos separados para subtração, o impertérrito, intimorato e mavórtico defensor público depositava todas as fichas em branda reprimenda, talvez uma simples multa ou pena alternativa, na mais pessimista hipótese.

O fedor de impunidade ficou mais acentuado durante o interrogatório do réu, derradeiro ato instrutório. Na missão de se demonstrar arrependido, confessou com comovente sinceridade ser autor da infração, mas que se converteu a uma existência honesta como flanelinha, após passar a frequentar o centro espírita de doutor Nelson.

A menção ao respeitável promotor aposentado foi acompanhada de um sutil olhar corporativista do experiente malfeitor para o corner da acusação, a fim de identificar se o detalhe granjeara empatia no tocante à sua situação na berlinda.
A um golpe do malhete, o impoluto magistrado encerrou a coleta de provas. Iniciavam-se os debates orais. À acusação, a palavra.

Comentários (1)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

Luana Gomes   3 anos atrás
Promortozinho de meia tigela!!!
12 MAI
Publicidade
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: