Segunda-feira, 19 de Outubro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 22/11/2019 às 15h22
Perigosa mente


RODRIGO ROMERO

Um sábado desses zapeava na TV pela manhã. Deparei-me com o filme espanhol 'Cría Cuervos' (1976), dirigido por Carlos Saura e vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Cannes.

Os primeiros minutos prenderam-me pela mistura de suspense, terror, porque não?, ternura. E tudo isto emprestado para a personagem Ana (Ana Torrent, criança; e Geraldine Chaplin, adulta).

O filme começa com a morte do pai, Anselmo, mulherengo incorrigível. A menina observa-o agonizar, impávida, e depois vai à cozinha aos afazeres. A mãe morrera um pouco antes e assim Ana (9 anos) e as 2 irmãs, Irene (12) e Maitê (6), passam a ser tuteladas pela tia.

Ao lado da empregada Rosa e da avó paralítica e muda, Ana, agora na fase adulta, repassa essa infância cheia de dúvidas, medos, segredos, tristezas e ausências. A menina é o sentimento em dose cavalar, e ao piscar dos olhos pode tudo, inclusive manejar a vida e a morte dos parentes.

A mãe lhe aparece cotidianamente e aconselha-a, nina-a e orienta-a sobre assuntos dos mais diversos. 'Cría Cuervos' é uma história da infância à beira do abismo da perda, cuja travessura se mede por meio dos meigos sorrisos e olhares cálidos da protagonista mirim. 

Tudo em meio à canção 'Porque te Vas', sucesso da década de 1970 na voz da cantora Jeanette. Saura destaca-se por conseguir extrair principalmente de Torrent (perfeita) a seiva da inocência com a habilidade em borrar o que lhe vem às mãos. A garota é esperta, turrona e leve, com sua mente perigosa.

O roteiro contribui bastante ao bom desenrolar da trama, principalmente quando tem Ana e as irmãs, por exemplo, na singela cena em que bailam no quarto ao som da música de Jeanette, na vitrola.

O diretor não se preocupa com o tempo e longas sequências, ponto que hoje falta para as produções. Aliás, que temporada horrível esta de 2019! O ano teve só 'Vingadores: Ultimato', 'Turma da Mônica', 'X-Men', 'Rei Leão' etc ... Uma lástima!

Sinceramente, não tenho a menor ideia de para onde o cinema caminha. Só sei que é um posto bem escuro, malcheiroso e esculhambado. Nesta parte, eu gostaria muito de poder voltar aos anos 30, 40 ou 50, tempo que não vivi. 'Cría Corvos': duração - 111 minutos; cotação - ótimo.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

19 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: