Domingo, 25 de Outubro de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 27/05/2016 às 11h25
História bem contada


RODRIGO ROMERO

O desenlace primoroso arquitetou a formação do grupo de jovens rappers Niggaz Wit Attitudes (N. W. A.) nos anos 1980. Pra dar vida às denúncias, reclamações e aventuras, cinco adolescentes usaram as poucas experiências pessoais e deram vida a músicas honestas, contestadoras, rebeldes.

O filme 'Straight Outta Compton: A História do N. W. A.' mostra o caminho pedregoso pelo qual todos os componentes passaram. E, a variar, passou em branco nos cinemas brasileiros em 2015. Estreou em outubro e logo saiu dos cartazes. Dirigido por F. Gary Gray (estará à frente do oitavo 'Velozes e Furiosos', em 2017), a trama põe na telona ícones do rapp como Ice Cube (interpretado com talento pelo filho dele, O'Shea Jackson Jr.), Dr. Dre (Corey Hawkins), Eazy-E (Jason Mitchell) e Suge Knight (R. Marcos Taylor) às voltas com brigas de ego, ciúmes tolos, trapaças sobre direitos autorais e afins.

O fio da história é a infância pobre e desprovida de amor, mas com muitas amizades fiéis e sem todos os abalos. Quem dá o impulso ao sucesso deles é o empresário charlatão Jerry Heller (Paul Giamatti, sempre à beira dos bons trabalhos). Então, desfilam à nossa frente shows e mais shows com músicas de ataques à polícia por exemplo.

Num, os 'tiras' os proíbem de cantarem aquela determinada canção e show prossegue. Claro, a pancadaria come solta. No mundo do hip hop, na cidade de Compton, os novos integrantes da ribalta têm de lidar com os perigos da Aids (Eazy-E morre em decorrência dela em 1995, os demais quatro fundadores estão vivos, perto de fazerem 50 anos). Separados em 91, o N. W. A. retoma as parcerias onze anos depois.

A união por um ideal faz os fãs deste estilo musical (não é o meu caso) se emocionarem com o conteúdo do longa. É claro: há os instantes cômicos e o público passa por eles incólume. O importante é desafiar corações e mentes em busca de uma resposta: hoje um movimento deste teria vez, lugar, no universo musical? Se você achou a pergunta tola, se ligue na trilha sonora... A vantagem é revisitar melodias consagradas do grupo. Há músicas inéditas de Snoop Dogg, Marsha Ambrosius, etc.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

25 OUT
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Publicidade
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Logos e Certificações: