Sábado, 04 de Abril de 2020 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 07/12/2018 às 14h41
Grey, 95


RODRIGO ROMERO

A plêiade de atores e diretores brasileiros hoje restritos ao ostracismo é vasta. Alguns meses atrás, neste espaço, escrevi sobre os 20 anos da morte de Geny Prado. Quem se lembra dela em 2018?

Hoje, coloco à baila o ator Wilson Grey - se estivesse vivo, dia 10/12 faria 95 anos (em 3/10, 25 anos de sua morte). Se você for ao site imdb.com e procurar pelo nome do artista, verá que Grey tem quase 200 trabalhos creditados em 45 anos de carreira (1948-93), a maioria (mais de 90%) no cinema.

Com o seu bigodinho característico, jeitão de malandro carioca, tipo franzino, era batata sua participação nas fitas dos anos 1940 e 1950 dos estúdios fluminenses, então na capital federal. Era um dos coadjuvantes principais da tela nacional.

A voz tonalizada, rouca, provocativa funcionava ao mesmo tempo em comédias e dramas mais tensos. Somente em 1982, quase aos 60, conquistou seu protagonismo em 'O Segredo da Múmia', na pele do professor Expedito Vítus. A atuação lhe valeu troféu de melhor ator no Festival de Brasília.

Longas-metragens célebres, como 'O Beijo da Mulher Aranha' (1985) e 'Memórias do Cárcere' (1984) contaram com a sua participação, aí já na celebridade do prêmio conquistado.

Na TV, além de algumas minisséries e novelas, foi parceiro de Chico Anysio, quando este era Azambuja e Grey, Linguiça, e a dupla armava as maiores arapucas pra conseguir os míseros 'trocados', e tudo sempre dava errado.

No papel de Ermírio nos 2 'Vai Trabalhar, Vagabundo' (1973 e 91), confessou que o personagem era um pouco autobiográfico. E não poderia ser de outra maneira. Quem viu os 2 filmes, sabe.

Em 1989 sofreu uma isquemia cardíaca, agravada em 90 por dois AVC's. Três anos depois, um infarto o mataria, 2 meses antes de chegar aos 70 anos. Até hoje, as tantas chanchadas da Atlântida, lhe renderam a marca no livro dos recordes, como o artista da América Latina que mais esteve presente em filmes.

Publicidade
Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

04 ABR
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Notícias

Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
11/10/2019
A Prefeitura de Jacareí anunciou a implantação de corredores de ônibus na cidade. Qual a sua opinião sobre o tema?
06/04/2019
Após 100 dias de trabalho, qual a sua avaliação sobre o governo de Jair Bolsonaro (PSL)?
  • 38.1%
  • 19.5%
  • 14.6%
  • 13.3%
  • 12.2%
  • 2.2%
Publicidade
Publicidade
Logos e Certificações: