Publicidade
Sábado, 24 de Julho de 2021 | você está em »principal»Blogs»Coisas de Cinema
Publicado em 21/05/2021 às 13h48
Babenco. 'Bebendo?'


RODRIGO ROMERO

Quando eu estava no 2º ano da faculdade de Jornalismo, um professor interrompeu a aula de outro: 'Aplicarei um teste. Nesta folha há 20 nomes de personalidades. Preencham e me entreguem agora.' Se estava combinado com o colega de fazer aquilo, não sei. Mas, de bate-pronto, escrevi os que sabia. Lembro-me de que estavam na lista Lindon Johnson, Senor Abravanel, Marco Maciel etc. Dias depois, de supetão, ressurge o professor. Parou a explanação do companheiro e dirigiu-se a mim: 'Dá gosto de ter alunos como você! Foi o que mais acertou: 19 dos 20!'

Surpreendi-me, apesar de estar habituado, desde 14, 15 anos, a ler jornais, ver documentários e filmes antigos, e admirar jornalistas 'antigos', mestres na arte de escrever, entrevistar. Na verdade, esse banal relato que fiz não foi para me gabar, mas para comparar, duas décadas depois, como estão os recém-formados em Comunicação. Se fosse dono de jornal, faria teste semelhante, para estagiários: imprimiria 20 rostos de jornalistas e políticos dos anos 1930, 40, 50, 60. 'Escrevam os nomes deles. Quem acertar mais está contratado.'

Duvido que alguém abatesse 5 dos 20. Cinco! Vergonha incomensurável, por se tratar do mais básico possível. Outro dia, falava com a jornalista novata sobre Hector Babenco. Ela: 'Babando? Bebendo? Nunca ouvi falar...' Não há interesse em esmiuçar, 'devorar' no bom sentido, nomes da velha guarda.

E se eu citasse Alberto Dines, Antônio Abujamra, Antônio Maria, Assis Chateaubriand, Barão de Itararé, Carlos Castello Branco, Carlos Chagas, Carlos Heitor Cony, Carlos Lacerda, Carlos Spera, Cláudio Abramo, Clóvis Rossi, Geraldo Mayrink, Irineu Marinho, José Carlos Bardawil, José Carlos de Morais (o Tico-Tico), Jota Carlos, Júlio Mesquita, Mário Filho, Mário Rodrigues, Millôr Fernandes, Nelson Rodrigues, Otávio Frias Filho, Paulo Francis, Roberto Marinho, Roger Scruton, Ruy Mesquita, Samuel Weiner, Villas-Bôas Corrêa? Ou Alfred Hitchcock, Billy Wilder, Erich von Stroheim, Fritz Lang, Ingmar Bergman, Leni Riefenstahl, Orson Welles? De Jacareí: Aparício Lorena, Chagas e Silva, 'seo' Chiquitinho, Darcy Reis, Jobanito, Moacir Sales, Ulisses Guedes. Estão mortos todos estes. Ainda faltam muitos.

Há preguiça em aprender. Abujamra e Nelson execravam os jovens. Aconselhavam: 'Envelheçam!' Acrescento: não estoquem vento nas mentes e portem-se bem.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

24 JUL
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
Coisas de Cinema

Rodrigo Romero é jornalista desde 2001. Passou por Diário de Jacareí, Diário de Mogi e assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Jacareí. Em 2008 foi para a TV Câmara Jacareí, onde até hoje atua como apresentador e repórter. Escreve há quase dez anos, semanalmente, a coluna 'Coisas de Cinema' no Diário de Jacareí.


E-mail do autor: rodrigoromeropl@ig.com.br
Arquivo
Publicidade
Logos e Certificações: