Publicidade
Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2021 | você está em »principal»Blogs»O Quinto Poder
Publicado em 01/02/2019 às 16h11
A Verdadeira Esperteza Brasileira


JOSÉ LUIZ BEDNARSKI

Existem expressões sempre em moda, perdidas no tempo. 'Vox Populi Vox Dei'. Tais ditos são antigos, foram criados em momentos marcantes da História do Brasil e expressam a raiz da alma do nosso povo. 

Uma delas é 'ficar a ver navios', que remonta à formação do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve. Foi fruto do gênio estrategista de Dom João VI, único monarca por quem Napoleão Bonaparte admitiu ter sido enganado.

Postergadas as ações de guerra por influência das posturas equívocas do Rei português, quando o general francês Jounot invadiu as terras lusitanas já era tarde demais - a Corte havia partido para o Brasil em mais de 60 caravelas e o invasor, das colinas, ficou literalmente a ver navios.

Relembra a historiadora e antropóloga Mary Del Priore (Condessa de Barral, a paixão do imperador. Rio de Janeiro: Objetiva, 2008, pág. 50) que o procedimento do sábio monarca foi exemplar, conceituando-a como "técnica diplomática de ambiguidade e procrastinação", mais tarde imitada pelo Rei Carlos X, da França e Navarra.

Esse fato ocorreu em 29 de novembro de 1807 e a Corte transportada para nossa terra correspondia a cerca de 5% da população lusitana, algo entre 10 e 15 mil pessoas.

A viagem até o Brasil demorou 55 dias, a tripulação e os passageiros passaram por privações alimentícias, precariedade das instalações e uma forte tempestade, próxima à Ilha da Madeira.

A chegada da Família Real Portuguesa representou grande desenvolvimento ao país. Na área cultural e científica, por exemplo, Dom João VI fundou a Biblioteca Nacional, o Jardim Botânico e a Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro.

Também trouxe ao Brasil grandes avanços estruturais, como a criação do serviço postal, da Casa da Moeda e a inauguração do Banco do Brasil.

Seu governo também publicou o primeiro jornal daqui, a Gazeta do Rio de Janeiro, informa Leopoldo Bibiano Xavier, em Revivendo o Brasil-Império (São Paulo: Artpress, 1991, pág.187).

Quem analisa Dom João pelas novelas alcoviteiras da Rede Globo e o encara somente como um gourmand de coxa aviária, #ficaadica: está na hora de cair na real.

Comentários (0)

ATENÇÃO!

Os comentários publicados neste espaço são de responsabilidade de seus autores e não expressam
necessariamente a opinião do Diário de Jacareí


Por favor, faça o login antes de comentar

26 FEV
Publicidade
Notícias
facebook
Artigos
Perfil do Blog
O Quinto Poder

Coluna assinada pelo Promotor de Justiça da Cidadania, José Luiz Bednarski. Uma abordagem apartidária, com discussão aberta dos assuntos de interesse geral; o amadurecimento paulatino da cidadania, a força da população em diálogo com órgãos independentes representativos, como MP, Defensoria Pública e outras instituições criadas ou fortalecidas a partir daConstituição de 1988.


E-mail do autor: joseluizbednarski@gmail.com
Arquivo
Publicidade
Publicidade
14/01/2021
Santos e Palmeiras disputam a final da Taça Libertadores no dia 30 de janeiro, às 17h, no Maracanã. Na sua opinião, qual dos dois será o campeão?

Nenhuma enquete encontrada!

Logos e Certificações: